sicnot

Perfil

Mundo

Reforço de meios para resposta a desastres naturais estimado em 280 M€

O Comissário Europeu da Ajuda Humanitária e Gestão de Crises, Christos Stylianides

Thierry Monasse

O comissário europeu para a Ajuda Humanitária e Gestão de Crises, Christos Stylianides, estimou hoje um custo de 280 milhões de euros para reforçar os meios de resposta a desastres naturais da proteção civil da União Europeia (UE).

"O reforço vai ser de baixo custo", disse Stylianides, em conferência de imprensa, em que estimou um orçamento de 280 milhões de euros até 2020 para reforçar a proteção civil da UE, nomeadamente com o aluguer ou 'leasing'de aviões de combate a incêndios.


"Através das propostas hoje apresentadas, temos capacidade de aumentar a nossa capacidade europeia, através do aluguer de meios,", disse o comissário, reforçando que será "uma via de baixo custo", com uma verba de "280 milhões de euros" do quadro orçamental em vigor, até 2020.


O equipamento, nomeadamente os aviões, serão distribuídos pelo território da UE, de acordo com o plano que vai ser traçado por peritos:

"Nenhum país da UE terá que enfrentar sozinho desastres naturais como incêndios florestais, terramotos ou inundações. Todos nós temos lições a tirar, nomeadamente com os incêndios florestais que mataram mais de 100 pessoas em Portugal. A prevenção e a preparação são a pedra angular para uma resposta eficaz aos desastres naturais." afirma Stylianides.


A Comissão Europeia apresentou hoje propostas para reforçar a proteção civil da UE, nomeadamente a reserva de meios 'rescUE', que, salientou Stylianides, "não substitui a proteção civil dos Estados-membros".

Lusa

  • Sete dos 23 arguidos do caso da Academia de Alcochete já têm cadastro
    1:59

    Crise no Sporting

    Sete dos 23 arguidos do caso da Academia de Alcochete já foram condenados por 22 crimes que cometeram no passado, mas nunca nenhum deles cumpriu pena de prisão ou prisão domiciliária. O juiz decretou a prisão preventiva na sequência das agressões à equipa do Sporting por entender que se tratou de um comportamento chocante, terrorista e a perversão do espírito desportivo.

  • Está a pensar ir à praia? Não se esqueça do guarda-chuva
    0:43
  • Abate de animais nos canis proibido a partir de setembro
    1:35

    País

    O abate de animais nos canis passa a ser proibido a partir de setembro. Só em 2017, foram mortos cerca de 12 mil cães e gatos, uma média de um abate por hora. O Governo lançou um programa de incentivos financeiros de um milhão de euros, que ainda está a decorrer.

  • Cabazes solidários oferecidos pelo Governo encontrados no lixo
    0:57
  • Colheita da cereja já arrancou no Fundão
    1:54

    País

    A colheita das primeiras cerejas da época já começou no Fundão. A campanha atrasou um mês em relação a anos anteriores, por causa do inverno que se prolongou, mas os produtores garantem que o fruto é de qualidade.