sicnot

Perfil

Mundo

Polícia espanhola desmantela rede de tráfico de haxixe e detém 14 pessoas

Ben Nelms

A polícia espanhola desmantelou uma das principais organizações criminosas de tráfico de haxixe que operava no sul de Espanha, tendo detido 14 pessoas e apreendido 5.100 quilos de droga, anunciou hoje a Guardia Civil.

A rede criminosa era liderada por um empresário de Huelva, cidade da Andaluzia a 60 quilómetros de Vila Real de Santo António, no Algarve.

O suspeito é considerado "um dos principais narcotraficantes" de Espanha. Segundo a polícia espanhola, foram ainda apreendidas seis embarcações, duas motas de água, um helicóptero, uma avioneta, um ultraligeiro, diversas armas de fogo, munições, e material telefónico, eletrónico e informático.

A Guardia Civil também informou que os detidos estavam prestes a adquirir terrenos para construir um "narco-aeroclube" que lhes iria permitir o início da introdução na Europa de cocaína com a ajuda de hidroaviões. As investigações que levaram ao desmantelamento da organização começaram há 22 meses e foram realizadas em conjunto com a Policia Nacional e Autoridade Aduaneira espanholas.

Lusa

  • Detido barão da droga mais procurado do Rio de Janeiro
    1:42

    Mundo

    A polícia brasileira deteve o barão da droga mais procurado do Rio de Janeiro. Rogério Avelino da Silva, ou "Rogério 157", é apontado como o responsável pelo tráfico na Rocinha, uma das maiores favelas do país. Acabou por ser detido na favela do Arará, numa operação que juntou quase três mil agentes e militares.

  • Desmantelada rede de droga que abastecia Lisboa
    2:04

    País

    A PSP deteve seis homens e uma mulher, suspeitos de pertenceram a uma rede de tráfico de droga. A operação aconteceu na madrugada de sexta-feira, em Lisboa, Almada e Olhão. Resende da Silva, comandante da Divisão de Investigação Criminal da PSP, acredita que a polícia conseguiu desmantelar uma parte substancial do fornecimento de droga da cidade de Lisboa.

  • Dez toneladas de droga destruídas
    2:46

    País

    Mais de 10 toneladas de droga apreendidas em Portugal no último ano foram hoje destruídas em Lisboa, numa operação da Polícia Judiciária que envolveu especiais medidas de segurança.

  • Há cada vez mais pessoas a comprar droga na internet
    2:43

    Mundo

    Segundo o relatório do Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência e da Europol, apresentado esta terça-feira em Lisboa, dois terços do comércio online está relacionado com a compra e venda de droga. A Europol defendeu a urgência de apanhar "peixe graúdo" que controla a venda de drogas na internet.

  • O resgate dos passageiros do naufrágio em Cascais
    1:48
  • É importante que "as pessoas não tenham medo" de denunciar o tráfico humano
    0:48

    País

    Manuel Albano, relator nacional para o tráfico de pessoas, concorda com a ideia de que é necessário continuar a investir na inspeção e na fiscalização para travar o tráfico de seres humanos, mas rejeita a denúncia do sindicato dos trabalhadores do SEF, que esta quinta-feira alertou para a "falta de controlo".

  • Trocar a economia pela dança
    7:21
  • Salas de consumo assistido previstas na lei há 17 anos
    3:01
  • O que faz um guaxinim às duas da manhã num quartel de bombeiros?

    Mundo

    Os animais são muitas vezes os protagonistas de histórias incríveis ou até insólitas. Desde o cão mais pequeno ao urso mais assustador. Desta vez, o principal interveniente é um guaxinim, que foi levado até um quartel de bombeiros por uma dona muito preocupada. Porquê? O animal estava sob o efeito de drogas.

    SIC

  • "Por vezes até as princesas da Disney ficam apavoradas"

    Mundo

    A atriz norte-americana Patti Murin foi esta semana elogiada nas redes sociais por se preocupar com a sua saúde mental e não ter problemas em falar sobre o assunto. A artista faltou a um espetáculo da Disney, onde ia atuar, devido a um ataque de ansiedade.

    SIC

  • Presidente do Uganda quer proibir sexo oral

    Mundo

    O Presidente do Uganda emitiu um aviso público durante um conferência de imprensa anunciando que vai banir a prática de sexo oral no país. Yoweri Museveni justifica o ato, explicando que "a boca serve para comer".

    SIC