Mundo

Que emojis podemos esperar em 2018

A cada ano que passa, surgem novos emojis. O Consórcio Unicode, encarregado de definir o padrão global para estes ícones, já divulgou alguns dos que se vão estrear em 2018. Esta nova forma de comunicação, que até já deu origem a um filme, pode vir também a ter outras funcionalidades no ano que está prestes a começar.

A possibilidade de mudar a direção dos emojis antes de os enviar é uma das novas funcionalidades apresentades pelo Consórcio Unicode para 2018. Esta é uma opção há muito solicitada pelos utilizadores, mas que não é adaptável a todos os ícones.

Segundo a Emojipedia, é provável que venham a ser introduzidos nove novos emojis, como uma manga, um urso de peluche, um cisne e um skate. Contudo, os debates acalorados que acompanham o processo de decisão dos símbolos a serem lançados em cada ano, terá levado à exclusão de várias sugestões que estavam em análise.

emojipedia.org

"Os emojis são um tipo de linguagem em crescimento (...) Quando pára de crescer e se adapta, um idioma morre", considerou à Associated Press Lauren Collister, especialista em linguagem e comunicação da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos.

Crescer e adaptar-se não parece ser um problema na linguagem dos emojis.

As novidades que surgiram em 2017 incluíam personagens neutros em termos de género, uma mulher a amamentar e uma mulher com um hijab.

Este vocabulário em expansão já deu origem a um filme, concursos de histórias e livros escritos em emoji. A obra "Moby Dick" já foi traduzida para "Emoji Dick".

Em 2015, o "rosto com lágrimas de alegria" foi a palavra do ano do Dicionário Oxford.

O Museu de Arte Moderna de Nova Iorque adicionou um conjunto de emojis original à sua coleção permanente.

O iPhone X da Apple começou a permitir enviar animojis, emojis animados que imitam expressões faciais e conseguem falar. Uma funcionalidade que entretanto já não está limitada aos iPhones.