sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 400 detidos desde sábado no Irão

AP

Cerca de 450 pessoas foram detidas desde sábado em Teerão, menos afetada do que pequenas cidades iranianas pelos protestos a decorrer atualmente no país, disse hoje um responsável. Pelo menos 20 pessoas morreram em cinco dias de protestos contra a subida dos preços dos alimentos, a corrupção e o Governo.

"Duas centenas de pessoas foram detidas no sábado, 150 no domingo e cerca de 100 na segunda-feira", declarou o subprefeito de Teerão, Ali-Asghar Nasserbakht, à agência noticiosa Ilna, próxima dos reformadores.


"A situação está mais calma do que nos dias anteriores. Já ontem estava mais calma", declarou Nasserbakht.


O responsável acrescentou não ter sido feito qualquer pedido à base Sarollah, dos Guardas da Revolução, encarregada da segurança da capital em caso de perturbação, para intervir. Só as forças de segurança estão a intervir, neste momento, em Teerão, acrescentou.


O general Esmail Kossari, "número dois" da base Sarollah, declarou à televisão estatal iraniana que os Guardas da Revolução "não iam permitir, de forma alguma, que a insegurança continue em Teerão".


"Se continuar [a insegurança] , os responsáveis tomarão as decisões necessárias para lhe pôr fim", sublinhou.


Os protestos começaram na quinta-feira passada na cidade de Mashhad, mas entretanto alastraram a várias cidades do país, com palavras de ordem contra o Governo e o líder supremo, ayatolah Ali Khamenei.

Lusa

  • União Europeia espera respeito pelo direito de manifestação no Irão

    Mundo

    Uma porta-voz da chefe da diplomacia europeia disse hoje esperar que o direito a manifestações pacíficas e de liberdade de expressão seja garantido no Irão, onde já morreram pelo menos 20 pessoas em protestos contra o custo de vida. A estação britânica BBC aponta para a existência de 22 vítimas mortais, incluindo um rapaz de 11 anos e um polícia.

  • Nove mortos na noite passada no Irão, protestos já causaram mais de 20 vítimas mortais

    Mundo

    Pelo menos mais nove pessoas morreram em confrontos entre manifestantes e forças de segurança do Irão, noticiou hoje a televisão estatal iraniana. As manifestações estão cada vez mais violentas, vários bancos e edifícios governamentais foram atacados. De acordo com a televisão estatal iraniana, nove pessoas morreram nas últimas horas. O balanço total de vítimas mortais dos protestos é de pelo menos 20, número noticiado pela estação estatal, mas a britânica BBC aponta para a existência de 22 vítimas mortais.

  • Chegaram os brinquedos de cartão para a consola
    6:24
  • O vestido de noiva de Megan Markle
    1:17