sicnot

Perfil

Mundo

Trump apoia iranianos em protesto e acusa Obama de financiar terrorismo (entre outros tweets)

Jonathan Ernst / Reuters

Numa série de tweets publicados hoje de manhã, Donald Trump percorre algumas das questões mais prementes da atualidade internacional e nacional - do Irão à Coreia do Norte, do muro anti-imigração à "desonesta" Hillary.

O Presidente dos EUA denuncia o regime "brutal e corrupto" no poder no Irão, ao sexto dia das manifestações que se tornaram violentas. "Os iranianos finalmente agem contra o regime iraniano brutal e corrupto". "As pessoas não têm comida, uma alta inflação e não têm direitos humanos", acusa, acrescentando que Barack Obama é culpado de financiar o terrorismo, já que os fundos acordados em 2015 para pôr fim ao programa nuclear iraniano foram parar aos bolsos dos terroristas.

O Irão entretanto já reagiu aos tweets de Trump dizendo que o Presidente dos EUA faria melhor se desse mais atenção aos sem-abrigo do seu país.

"Em vez de perder tempo enviando tweets inúteis e com insultos a outros povos, (Trump) faria melhor em dar atenção aos problemas dentro do seu país, nomeadamente o assassínio quotidiano de dezenas de pessoas e os milhões de sem-abrigo e esfomeados", declarou o porta-voz dos Ministério dos Negócios Estrangeiros iraniano.

"Sanções estão a ter impacto na Coreia do Norte"

Ainda na política internacional, Trump felicita-se pelos resultados q«das sanções impostas à Coreia do Norte.

"As sanções e as 'outras' pressões começam a ter um grande impacto sobre a Coreia do Norte. O Rocket Man quer agora conversações com a Coreia do Sul pela primeira vez. Talvez seja uma boa notícia, talvez não. Vamos ver!".

Seul propôs hoje a Pyongyang realizar conversações oficiais a 09 de janeiro sobre a cooperação nos Jogos Olímpicos de Inverno, que vão realizar-se em fevereiro na Coreia do Sul.

Acusações internas e resoluções (antigas) de ano novo


Na política interna, Trump destaca a acusação à conselheira de Hillary Clinton, Huma Abedin, de ter descurado passwords de segurança, acusa os democratas de nada fazerem acerca do DACA, acusa a imparcialidade do New York Times, mas destaca a mudança na administração do jornal.

Promete o avanço da a construção do muro "desesperadamente preciso" na fronteira com o México e congratula-se com a nova política fiscal.

Trump faz ainda referência à notícia divulgada hoje de que 2017 foi o ano mais seguro para a aviação civil. Segundo Trump, a ele se deve por ter imposto regras mais restritivas no primeiro ano do seu mandato.

  • Previsão de queda de neve amanhã em 10 distritos

    País

    Dez distritos de Portugal continental vão estar na quinta-feira sob aviso amarelo devido à previsão de queda de neve, indicou hoje o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). Os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Vila Real, Aveiro, Bragança, Guarda, Viseu, Castelo Branco e Coimbra vão estar a partir das 6:00 e até ao final do dia sob aviso amarelo devido à previsão de queda de neve acima dos 1.200/1.400 metros, descendo a cota para 800 metros.

  • Sismo de 3,1 com epicentro a 8 km de Almodôvar

    País

    Um sismo de magnitude 3,1 na escala de Richter com epicentro a cerca de oito quilómetros a nordeste de Almodôvar, distrito de Beja, foi hoje sentido no continente, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

  • ADSE quer poupar 29 milhões com nova tabela de preços
    2:50

    Economia

    A nova tabela de preços - que a ADSE quer que entre em vigor a 1 de março - pretende poupar 29 milhões de euros, nos cuidados de saúde prestados fora das unidades públicas aos funcionários do Estado. Os hospitais privados consideram a proposta irreal e ameaçam pôr fim aos acordos com a ADSE.

  • Paris afetada por praga de ratos
    1:03