sicnot

Perfil

Mundo

Trump disponível para reunião com Coreia do Norte em "condições adequadas"

Jonathan Ernst

O Presidente norte-americano, Donald Trump, disse esta quarta-feira ao homólogo sul-coreano que está disponível para manter negociações diretas entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte, desde que seja "no momento apropriado e nas circunstâncias certas".

A disponibilidade de Trump foi avançada num telefonema com o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-In, de acordo com uma transcrição da conversa divulgada pela Casa Branca.

"O Presidente Trump expressou a sua disposição para manter conversações entre os EUA e Coreia do Norte no momento apropriado, nas circunstâncias adequadas", indicou a Casa Branca em comunicado.

Ambos os líderes também sublinharam a "importância de continuar com a campanha de máxima pressão contra a Coreia do Norte".

Segundo o executivo norte-americano, o Presidente Moon agradeceu a Trump pela sua "liderança", que segundo o chefe de Estado asiático contribuiu para tornar possíveis as recentes reuniões entre as duas Coreias.

Seul também divulgou a sua versão da conversa telefónica entre os dois Presidentes, salientando que Trump indicou que "não haverá qualquer ação militar (por parte dos Estados Unidos) durante o diálogo entre as duas Coreias".

O telefonema aconteceu no dia seguinte às duas Coreias terem mantido a primeira reunião formal de alto nível dos últimos dois anos. A Coreia do Norte concordou em enviar uma delegação aos Jogos Olímpicos de Inverno que se realizam na Coreia do Sul e ambos os países concordaram em iniciar conversações sobre formas de reduzir a tensão militar na fronteira.

Moon disse que está disponível a reunir-se com o líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, para resolver o dilema relacionado com o programa nuclear de Pyongyang. No entanto, disse que êxito de uma cimeira desse nível terá de estar garantido ainda antes de a reunião começar.

Desde que chegou ao poder, Trump já se envolveu em azedas trocas de acusações com o regime norte-coreano devido ao programa nuclear e de mísseis balísticos, chegando a ameaçar com uma intervenção militar de grande escala contra Pyongyang. No entanto, mudou de tom nas últimas semanas, admitindo a possibilidade de falar por telefone com Kim Jong-Un.

No sábado, o Presidente norte-americano já tinha saudado o retomar das conversações formais na península coreana, acrescentando esperar que o diálogo entre os dois países vá além dos Jogos Olímpicos de Inverno.

O vice-Presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, deverá dirigir a delegação norte-americana nos Jogos.

Lusa

  • Dois jovens atropelados mortalmente no concelho de Montemor-o-Velho
    2:20
  • Presidente de "O Sonho" suspeito de peculato e fraude
    2:26

    País

    O presidente das três instituições de solidariedade social de Setúbal - incluindo "O Sonho" -, que na sexta-feira foram alvo de buscas, foi constituído arguido. Florival Cardoso é, por enquanto, o único suspeito de peculato e fraude na obtenção de subsídios para as instituições.

  • Manifestação contra mina de urânio junta milhares em Salamanca
    1:39
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de armas da PSP, três recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avançou este sábado que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07