sicnot

Perfil

Mundo

Trump utilizou "várias vezes" a expressão "países de merda" na reunião

O senador Dick Durbin numa reunião na Casa Branca sobre imigração a 9 de janeiro de 208

Jonathan Ernst / Reuters

Um senador democrata afirma que Trump utilizou "várias vezes" a expressão "países de merda" ao longo da reunião de quinta-feira na Casa Branca sobre imigração.

Trump "pronunciou essas palavras cheias de ódio várias vezes", disse hoje o senador democrata Dick Durbin, que estava presente na reunião de ontem, aos jornalistas presentes no Capitólio.

O senador põe assim em causa o desmentido que o Presidente dos Estados Unidos fez hoje no Twitter, em que garante que não proferiu as palavras que foram noticiadas para classificar países africanos, o Haiti ou El Salvador.

Trump admite que a linguagem que usou foi "dura" mas que "realmente difícil" foi a proposta apresentada de legislação sobre imigração.

A comunicação social norte-americana avançou, esta quinta-feira, que Trump recorreu ao calão, com a expressão "shithole countries" ("países de merda"), para classificar as nações em causa.

  • Trump admite palavras "duras" mas garante: "essa não foi a linguagem usada"

    Mundo

    Donald Trump garante que não proferiu as palavras que foram noticiadas para classificar países africanos, o Haiti ou El Salvador, durante uma reunião na Casa Branca, onde foi apresentada uma proposta de legislação sobre imigração. Num post publicado no Twitter, o Presidente dos EUA admite que a linguagem que usou foi "dura" mas que "realmente difícil" foi a proposta apresentada. A comunicação social norte-americana avançou, esta quinta-feira, que Trump recorreu ao calão, com a expressão "shithole countries" ("países de merda"), para classificar as nações em causa.

  • Declarações de Trump são "ignorantes e racistas"

    Mundo

    A União Africana disse hoje "estar francamente alarmada" com as declarações do Presidente norte-americano nas quais "usa linguagem vulgar" para questionar porque é que os Estados Unidos devem aceitar mais imigrantes de países africanos, do Haiti e de El Salvador. A American Haitian Foundation qualificou de "ignorantes e racistas" os comentários feitos por Donald Trump, que classificou as nações em causa como "países de merda". A ONU também já reagiu e considerou as declarações "chocantes", "vergonhosas" e "racistas".

  • PS volta a subir nas intenções de voto, PSD é o que mais perde
    1:51