Mundo

Quatro feridos em trocas de tiros no Rio de Janeiro

Ricardo Moraes

Quatro pessoas ficaram feridas, entre as quais três polícias, em tiroteios hoje no Rio de Janeiro, no Brasil, que levaram ao encerramento e evacuação do Jardim Zoológico, de acordo com vários meios de comunicação social locais.

Uma operação do corpo especial de polícia Batalhão de Operações Especiais (Bope) no Morro da Mangueira, na zona norte da cidade, levou a trocas de tiros no que provocaram ferimentos num homem não identificado e em três polícias.

Na sequência dos tiroteios, o Zoológico do Rio, situado perto do Morro, foi evacuado e fechado cerca das 12:00 locais (cerca das 14:00 em Lisboa), prevendo-se que reabra no domingo.

De acordo com a administração do Zoo, num comunicado citado pelo jornal O Globo na sua edição 'online', o local foi encerrado "por precaução".

Numa outra zona da cidade, na Baixada Fluminense, uma mulher, grávida de oito meses ficou ferida, depois de ter sido atingida a tiro na cabeça.

De acordo com o canal de televisão Globo, a mulher foi baleada numa tentativa de assalto. A mulher está internada em estado crítico e o bebé, que nasceu entretanto, está em estado grave.

O Rio de Janeiro enfrenta uma crise de segurança desde os Jogos Olímpicos de 2016, que obrigou o Presidente Michel Temer a enviar, em meados do ano passado, dez mil elementos das Forças Armadas para a região.

Além disso, o Estado do Rio de Janeiro enfrenta uma das maiores crises económicas da sua história, depois de, pouco tempo antes de organizar os Jogos Olímpicos de 2016, ter declarado o estado de "calamidade financeira".

Lusa

  • PAN apela à fiscalização da lei que impede autarquias de abater animais sem dono
    2:25

    País

    A partir de 23 de setembro, as câmaras municipais deixarão de poder abater animais errantes, os chamados vadios, sem dono. O PAN alerta para a necessidade de fiscalização, numa altura em que 145 municípios portugueses ainda não dispõem de centros de recolha oficial, nem estabeleceram protocolos com outras entidades, o que resulta no abate de milhares de animais.