sicnot

Perfil

Mundo

Não há sobreviventes do petroleiro iraniano que se afundou ao largo da China

Não há sobreviventes do petroleiro iraniano que se afundou ao largo da China

O navio, que estava a arder há mais de uma semana, e à deriva, acabou por não resistir aos estragos provocados pelo fogo. Este domingo, as equipas de buscas e salvamento, anunciaram que, por causa das chamas e da quantidade do casco que já se afundou, não têm qualquer possibilidade de se aproximarem.

Assim sendo, não é possível resgatar os cadaveres. De acordo com as autoridades marítimas chinesas, o desastre provocou 32 mortos, 30 são iranianos e dois do Bangladesh.

  • Vaca algarvia em risco de extinção
    3:42

    País

    É uma corrida contra o tempo e o risco iminente de extinção. Numa altura em que são conhecidos apenas cinco exemplares da raça bovina algarvia, a inseminação artificial parece ser a única forma de evitar o desaparecimento completo de uma raça que foi desaparecendo com as mudanças na agricultura.