sicnot

Perfil

Mundo

Presidente do Peru pede "calma" aos habitantes da região afetada pelo sismo

HO

O presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynsk, pediu "calma e tranquilidade" aos habitantes do sul do país, afetado por um forte sismo, e afirmou que o Governo está a responder a esta emergência.

"Calma e tranquilidade, o Governo está a tratar do assunto, por isso estou aqui poucas horas após o ocorrido", declarou Kuczynski aos jornalistas após chegar de helicóptero à localidade de Chala, na zona afetada. O sismo registou uma magnitude 6,8 e provocou pelo menos dois mortos e mais de 60 feridos.

Segundo Kuczynsk, o Governo está a atuar e já enviou ajuda de emergência para a região afetada.

"Vamos enviar tudo o que for necessário", salientou, antes de indicar que ainda não há um número definitivo de vítimas nem dos danos causados.

O forte sismo que foi sentido hoje às 04:18 locais (09:18 de Lisboa) provocou um morto em Chala e outro em Bella Unión, mas segundo as autoridades esta última informação ainda não foi confirmada. O epicentro foi localizado no Oceano Pacífico, a 56 quilómetros da zona costeira de Lomas e a 48 quilómetros de profundidade.

O Serviço Geológico dos Estados Unidos indicou que o sismo teve uma magnitude 7,1 e anunciou que não foi ativado qualquer alerta de tsunami, uma informação confirmada pela Marinha de Guerra do Peru.

Lusa

  • A casa dos horrores
    7:57
  • PGR e presidente do Supremo deixam recado à ministra da Justiça
    2:45

    País

    Durante a abertura do ano judicial, a Procuradora-Geral da República e o presidente do Supremo Tribunal aproveitaram para deixar um recado à ministra da Justiça: é urgente aprovar o novo estatuto de juízes e magistrados. O presidente do Supremo diz que é injusta a má imagem da Justiça e pediu contenção aos magistrados.

  • Rui Rio tem sentido "alguma turbulência" no PSD
    2:01

    País

    Rui Rio e Pedro Passos Coelho tiveram esta quinta-feira a primeira reunião, desde que foi eleito o novo líder do PSD. À saída, Passos Coelho desejou que esta transição decorra com naturalidade. Já Rui Rio disse que tem sentido alguma turbulência no partido.

  • Sindicatos rejeitam fim das baixas médicas até três dias
    2:02

    País

    A CGTP quer levar o tema das baixas médicas à Concertação Social, já a UGT diz que há outras matérias prioritárias. Ainda assim as duas centrais sindicais lembram que a não justificação de faltas pode dar origem a um despedimento por justa causa. Esta quinta-feira o bastonário da Ordem dos Médicos propôs ao Governo que acabe com as baixas de curta duração, até três dias.

  • Papa interrompe percurso no Chile para ajudar polícia
    0:21
  • "Mundo à Vista" no Gana
    7:38