sicnot

Perfil

Mundo

Este telhado dá luz

Este telhado dá luz

Não é magia. É eletrónica. As telhas com células fotovoltaicas integradas têm capacidade de gerar energia elétrica através da luz solar. O sistema foi desenvolvido pela norte-americana Tesla que lhe chamou Solar Roof. A empresa anunciou que já está a produzi-lo, em Buffalo, Nova Iorque. Em breve, os clientes que fizeram a pré-reserva, no site da empresa, vão poder usufruir de um telhado mais amigo do ambiente.


O que é o Solar Roof?

São telhas com células fotovoltaicas integradas que têm capacidade de gerar energia elétrica através da luz solar. Segundo a empresa, são três vezes mais resistentes que as telhas convencionais.

A energia é armazenada numa bateria doméstica "Tesla Powerwall".

O Solar Roof permite conjugar telhas comuns com as solares, já que não é necessário que todas as telhas produzam energia. Depende da área da casa e da quantidade de energia que precisa.

Quanto custa?

Custa 150€ por metro quadrado e inclui materiais, instalação e remoção das telhas antigas. Para um um telhado com 150 m2 o investimento ronda os 28.500€ (telhas 22.500 e bateria 6.000).

Estes são valores tendo em conta a realidade dos EUA e inclui impostos e benefícios fiscais do país. A Tesla oferece garantia vitalícia. Na página portuguesa da Tesla é possível fazer uma pré-reserva por 930€.

  • Dois jovens atropelados mortalmente no concelho de Montemor-o-Velho
    2:20
  • Presidente de "O Sonho" suspeito de peculato e fraude
    2:26

    País

    O presidente das três instituições de solidariedade social de Setúbal - incluindo "O Sonho" -, que na sexta-feira foram alvo de buscas, foi constituído arguido. Florival Cardoso é, por enquanto, o único suspeito de peculato e fraude na obtenção de subsídios para as instituições.

  • Manifestação contra mina de urânio junta milhares em Salamanca
    1:39
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de armas da PSP, três recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avançou este sábado que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07