sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 30 civis mortos pelo regime sírio nas últimas 24 horas em Ghouta

Uncredited

A denúncia é do Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH) que acusa o regime sírio de intensificar a ofensiva a Ghouta oriental. Só nas últimas 24 horas mais de 30 civis terão sido mortos, num total de 290 mortos em 40 dias de escalada da violência.

Segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos os bombardeamentos do regime sírio aconteceram em vários setores da Ghouta oriental do enclave rebelde sitiado a leste da capital, Damasco e no mesmo dia em que a ONU pediu a "cessação imediata das hostilidades" na Síria, durante pelo menos um mês, para poder distribuir ajuda e retirar feridos.

Pelo menos duas crianças estão entre as vítimas mortais dos ataques aéreos, que causaram dezenas de feridos, indicou o OSDH.

A Ghouta oriental é alvo quase diariamente de bombardeamentos do regime de Bashar al-Assad.

"O balanço das vítimas poderá aumentar devido à presença de pessoas nos escombros e à existência de feridos em estado grave", disse à agência France-Presse o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahmane.

Na segunda-feira, 31 civis foram mortos em ataques do regime a Ghouta oriental, feudo rebelde cercado desde 2013 pelas forças de Damasco.

A guerra da Síria, desencadeada em 2011, já matou mais de 340.000 pessoas e obrigou milhões a deixarem as suas casas.

  • Assembleia-geral do Sporting marcada para 23 de junho
    2:57
  • Congresso do PS começa hoje na Batalha

    País

    O 22.º Congresso do PS começa hoje, na Batalha, distrito de Leiria, e durante o qual o secretário-geral, António Costa, deverá defender uma linha de continuidade estratégica, procurando, em simultâneo, projetar desafios estruturais que se colocam ao país.

  • Gonçalo Guedes: o menino franzino que jogava mais que os outros em Benavente
    8:47
  • Juiz impede acesso a informações bancárias e e-mails de António Mexia
    1:50

    País

    No inquérito crime que investiga a EDP, continua um braço de ferro entre o Ministério Público e o juiz de instrução. O magistrado voltou a negar o acesso a informações bancárias e a e-mails de António Mexia, que constavam dos processos da Operação Marquês e do universo Espírito Santo.

  • Estudo acaba com teorias da conspiração sobre a morte de Hitler

    Mundo

    Existem algumas versões sobre o desaparecimento do ditador nazi, Adolf Hitler. Há quem diga que viajou para um país da América do Sul, outros acreditam que está escondido na Antártida e há até quem vá mais longe e acredita que estaria na Lua. Mas, teorias da conspiração à parte, a história oficial diz que Hitler suicidou-se num bunker, em Berlim, Alemanha.

    SIC