sicnot

Perfil

Mundo

Aquecimento global "encerra" instalações de treino de esquiadores dos EUA

Jason Lee

A organização Public Citizen denunciou sexta-feira que o aquecimento global provocou o encerramento das instalações de treino de numerosos esquiadores da equipa dos EUA, que se preparam para os Jogos Olímpicos de Inverno de PyeongChang 2018.

"Campo dos Campiões", uma zona de preparação de esquiadores citada em Whistler, na Columbia Britânica canadiana, foi o lugar de treino de atletas norte-americanos como Shaun White, duas vezes campeão olímpico em snowboard, ou Joss Christensen, medalha de ouro de slopestyle em Sochi 2014.

"Cada vez mais os atletas de inverno têm de lutar para encontrar lugar para treinar, além de que as suas competições são cada vez mais perigosas e injustas devido às más condições", disse o diretor do programa do clima da Public Citizen, David Arkush.

Aquela emblemática instalação teve de fechar portas, ao fim de 28 anos de atividade, por falta de neve e pelas temperaturas amenas registadas naquela região do sudoeste do Canadá.

Arkush adiantou que "não é de estranhar" qeu os desportistas olímpicos estejam a começar a falar e a ganhar consciência do aquecimento global, que afeta a sua profissão em pleno. Neste sentido, o especialista em esqui acrobático e participante nos Jogos de PyeonChang 2018, Mac Bohonnon, indicou em comunicado que as alterações climáticas são "inegáveis" e "comuns" em vários lugares do mundo, queixando-se do seu impacto na sua vida profissional.

Segundo informação divulgada pela Public Citizen, em 2050 nove cidades que acolheram Jogos Olímpicos no passado não vão estar suficientemente frias para acolherem outros, incluindo Sochi (Rússia), Vancouver (Canadá), Oslo (Noruega), Chamonix (França) ou Sarajevo, capital da Bósnia e Herzegovina.

De facto, nas duas últimas edições destes Jogos de inverno, em Vancouver 2010 e Sochi 2014, houve problemas nas pistas, provocados pelas altas temperaturas e a falta de neve.

Lusa

  • Presidente do Tondela diz que clube foi humilhado
    1:26

    Desporto

    O presidente do Tondela participou esta segunda-feira na conferência de imprensa após o jogo da 23.ª jornada da I Liga com o Sporting. Gilberto Coimbra criticou o árbitro do encontro João Capela, e diz que o tempo de compensação dado a mais foi por uma falta que não foi assinalada sobre um jogador do Tondela, Bruno Monteiro.

  • Último golo do Sporting ao Tondela "é legal e limpinho" 
    0:41

    Desporto

    Jorge Jesus entende que a vitória desta segunda-feira do Sporting frente ao Tondela não merece contestação e destaca o facto de o árbitro ter avisado os jogadores que iria prolongar o tempo extra. Para o treinador dos leões, o golo no minuto 99' é legal. 

  • Deputados pedem medidas urgentes para travar exploração de urânio junto à fronteira
    3:06

    País

    Um projeto de exploração de urânio no município de Retortilho em Salamanca, a cerca de 40 quilómetros da fronteira portuguesa, está a causar preocupação nos dois países. Portugueses e espanhóis temem o risco de contaminação por via aérea e fluvial. Deputados portugueses visitaram o local, onde pediram medidas firmas e urgentes ao Governo para travar o projeto. As autoridades de Espanha não acionaram o mecanismo de avaliação ambiental partilhada.

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • "Os Estados Unidos são uma sociedade de pistoleiros"
    3:47
  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser derrotada

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC