sicnot

Perfil

Mundo

Coreia do Norte considera sanções unilaterais dos EUA "ato de guerra"

Ahn Young-joon

A Coreia do Norte classificou hoje as últimas sanções unilaterais dos Estados Unidos como um "ato de guerra", conforme indica um comunicado da agência norte-coreana KCNA. Em causa estão limites a 27 empresas marítimas registadas ou sediadas em países que mantêm relações com a Coreia do Norte.

Na passada sexta-feira, o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou as novas medidas para isolar a Coreia do Norte, definindo-as como "as mais pesadas sanções já impostas contra um país".

Em causa estão limites a 27 empresas marítimas registadas ou sediadas em países que mantêm relações com a Coreia do Norte.

"Consideramos qualquer tipo de restrição contra nós como um ato de guerra", disse o ministro das Relações Externas da Coreia do Norte, Ri Yong Ho.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros prometeu ainda "subjugar" os Estados Unidos, caso sejam alvo de "provocações".

"Trump está a tentar mudar-nos através das sanções e das suas palavras hostis, o que revela ignorância sobre o nosso país. Temos as nossas próprias armas nucleares, uma espada de justiça que nos protege contra as ameaças dos Estados Unidos", disse o Ministério.

Na passada sexta-feira, Donald Trump, durante uma conferência de imprensa conjunta com o primeiro-ministro australiano Malcolm Turnbull apelou à "união", de modo a impedir que a "brutal ditadura" da Coreia do Norte "ameace o mundo com a devastação nuclear".
Trump acrescentou ainda que, caso as sanções aplicadas não surtam o efeito desejado, iniciar-se-á "a fase dois", que poderá ser "difícil".

A declaração do ministério norte-coreano ocorreu algumas horas antes da cerimónia de encerramento dos Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang, que se realiza na Coreia do Sul, que contará com a presença da filha do Presidente dos Estados Unidos, Ivanka Trump e com uma delegação oficial da Coreia do Norte, liderada pelo general Kim Yong Choi.

No entanto, não está previsto nenhum encontro entre as duas delegações.

Lusa

  • Coutinho e Neymar salvam Brasil de empatar com a Costa Rica já na compensação

    Mundial 2018 / Brasil

    O Brasil venceu a Costa Rica por 2-0 numa partida a contar para a 2ª jornada do grupo E do Mundial da Rússia. Contas feitas, o Brasil sobe para o primeiro lugar do grupo, com 4 pontos, seguido da Sérvia com 3 pontos. A Suíça (1 ponto) e a Costa Rica (0 pontos) ocupam, assim, os últimos lugares da tabela.

  • Moutinho e Rafael Guerreiro de "baixa", Fonte disponível "para tocar bombo"
    1:52
  • Mulher morre após ser mandada para casa pelo Centro Hospitalar do Oeste
    2:23

    País

    Uma mulher morreu depois de ter tido alta no Centro Hospitalar do Oeste. Há fortes suspeitas que tenha sido vítima de um diagnóstico mal feito por uma empresa de telemedicina. O Bastonário da Ordem dos Médicos quer avaliar todos os contratos do Estado com serviços de telemedicina e impedir que as empresas e os hospitais fujam às responsabilidades. Até agora ninguém foi responsabilizado, a família apresentou várias queixas e Entidade Reguladora da Saúde abriu um inquérito.

  • Antigo campeão nacional de Ori-BTT, de 19 anos, morreu em colisão com carro
    1:42

    País

    Um ciclista de 19 anos morreu e o pai ficou gravemente ferido, numa colisão com uma viatura que fazia uma inversão de marcha, em Loulé, na quarta-feira. Quando o acidente aconteceu, o jovem estava a treinar para um campeonato na Hungria, onde ia participar dentro de poucos dias. Duarte Lourenço, que chegou a ser campeão nacional de Ori-BTT, pertencia ao escalão de Juniores, devido à sua idade, mas por vontade própria fazia escalão Sénior.