sicnot

Perfil

Mundo

Dar a mão ao companheiro alivia mesmo a dor

Chris Helgren / Reuters

Estar de mão dada com quem amamos provoca um efeito físico muito maior do que apenas a satisfação do contacto. Uma nova investigação revela que chega a aliviar a dor física.

A investigação foi desencadeada após uma experiência de vida do principal autor do estudo: o cientista Pavel Goldstein da Universidade de Colorado Boulder descobriu que, ao dar a mão à mulher durante o nascimento da filha de ambos, aliviou verdadeiramente as dores de parto da mulher.

Ao estudar 22 casais, todos voluntários com idades entre os 23 e 32 anos e juntos há pelo menos um ano, concluiu que, ao darem as mãos, os seus corpos sincronizavam: os ritmos cardíaco e da respiração ficavam iguais.

"Será que o toque alivia a dor do outro?"

Para responder a esta questão, Pavel Goldstein monitorizou as ondas cerebrais dos voluntários ao mesmo tempo que os submetia a várias experiências.

Num dos cenários, os casais estavam juntos mas não se tocavam, noutro davam as mãos, noutro ainda estavam em salas separadas. De cada vez era aplicado um pouco de calor no braço da mulher para causar uma ligeira dor.

Quando o casal estava junto na mesma sala, estivesse ou não a tocar-se, era detetada uma sincronia das ondas cerebrais. E se os companheiros estivessem de mãos dadas, além da sincronia ser maior, a mulher não sentia dor - mostrava o eletroencefalograma.

"A dor interrompe a sincronia entre o casal mas o toque trá-la de volta", assegura Pavel Goldstein no estudo publicado na revista científica PNAS.

Embora não se saiba exatamente porque tal acontece - serão necessários muito mais estudos com muito mais pessoas, diz o cientista - é possível que seja porque, ao sentirmos que outra pessoa partilha a nossa dor, isso ajuda o nosso cérebro a lidar melhor.

Brendan McDermid / Reuters

"Coração partido" provoca lesões semelhantes a um enfarte

Podemos morrer de amor

  • França vence o Peru e apura-se para os oitavos de final do Mundial

    Mundial 2018 / França

    A França venceu o Peru num encontro da 2.ª jornada do grupo C do Mundial 2018. Aos 34 minutos, Pogba passou para Giroud na esquerda, que tentou de pronto o remate, mas a bola saiu prensada por um defesa e chegou até à boca da baliza, onde apareceu Mbappé que praticamente só tem que encostar para pôr a França em vantagem no marcador. Ainda na primeira parte, Lucas Hernández tentou, por duas vezes consecutivas, marcar o segundo golo da França. Na segunda parte, o peruano Farfán ainda rematou várias vezes à baliza de Hugo Lloris, mas sem êxito.

  • Colisão mortal no IC1 perto da Marateca
    1:51
  • Portugal e Espanha empatados em tudo... menos nos amarelos
    1:42
  • Fase de grupos é o "momento mais crítico", diz Fernando Santos
    0:21