sicnot

Perfil

Mundo

Reservas de peixe poderão cair drasticamente se não se travar aquecimento global

As reservas de peixe daqui a 300 anos poderão baixar para menos de metade no Atlântico e no Pacífico se o aquecimento global não for travado, segundo um estudo publicado na revista Science por investigadores da Universidade da Califórnia.

Os especialistas em clima fizeram simulações computorizadas de como será o mundo no século XXIV se o aquecimento global se mantiver e descobriraram que as temperaturas poderão subir até 9,6 graus centígrados, o que alterará drasticamente os padrões dos ventos, aumentará a temperatura da água do mar e derreterá quase todo o gelo das regiões polares.

Para a pesca, o resultado será uma quebra mundial média de 20 por cento, chegando até aos 60% no Atlântico Norte e mais de 50% no oceano Pacífico.

"Sem o gelo flutuante, que atualmente bloqueia a maior parte da luz solar, aumenta a fotossíntese", afirmou Keith Moore, da universidade norte-americana, referindo que com as alterações do clima previstas, o fitoplâncton de que os peixes se alimentam ficará concentrado na Antártida, em vez de descer para as latitudes mais baixas, e deixará de estar à superfície, descendo para profundidades maiores.

O clima está em mudança mas o calor adicional está à superfície e leva "séculos até esse calor chegar ao oceano mais profundo, alterando as correntes e acabando com o gelo polar", referiu.

"É isso que vai acontecer se não travarmos o aquecimento global, que será uma catástrofe para os oceanos", salientou, admitindo que ainda há tempo de evitar a maior parte deste aquecimento e estabilizar o clima até ao fim do século XXI.

Para isso, é preciso "reduzir agressivamente o uso de combustíveis fósseis e as emissões de poluentes com efeito de estufa", defendeu.

Lusa

  • Biomassa da sardinha recuperou mais de 50%
    2:31

    Economia

    A denominada pesca de cerco que tem na sardinha a principal fonte de rendimento vai estar parada até ao final de abril. Mas os pescadores começaram já a receber uma boa notícia. Segundo os dados recolhidos pelo IPMA e apresentados numa reunião com as organizações de produtores no Ministério do Mar, a espécie recuperou mais de 50% em relação a dezembro de 2016.

  • Hospitais públicos à beira da rutura
    2:28
  • OMS inclui dependência dos videojogos na lista de doenças mentais

    Mundo

    A Organização Mundial de Saúde (OMS) incluiu a dependência de videojogos na lista de doenças mentais, uma possibilidade que tinha sido prevista no início do ano e que foi anunciada esta segunda-feira. Este pode ser mais um argumento para os pais limitarem o tempo de acesso dos filhos às consolas, computadores e todos os dispositivos com videojogos.

  • Repitam comigo: Portugal vai ser campeão do Mundo
    4:56
  • "Estou a ser posta porta fora (...) faço o que vocês me disserem"
    2:43
  • "Estamos a plantar fósforos"
    2:09

    Opinião

    O calor regressou esta segunda-feira em força e no terreno estiveram quase 1300 bombeiros a combater 70 fogos por todo o país. Depois da tragédia de Pedrógão Grande, o Presidente da República diz que a consciência do país mudou mas é preciso fazer mais. Já Miguel Sousa Tavares diz que o país está mais preparado para combater os incêndios do que alguma vez esteve. No entanto, o comentador da SIC diz que já foram plantados mais de "2500 hectares de eucaliptos" desde Pedrógão e que enquanto isso acontecer Portugal vai continuar a arder. 

    Miguel Sousa Tavares

  • Rapper XXXTentacion morto em aparente tentativa de roubo

    Cultura

    O rapper norte-americano XXXTentacion, de 20 anos, morreu na noite de segunda-feira depois de ter sido baleado, na Florida, no sudeste dos Estados Unidos. Um dos suspeitos terá disparado e atingido o rapper e, de seguida, dois suspeitos fugiram numa viatura escura. A polícia está a considerar tentativa de roubo.