Mundo

Trump diz que envenenamento de ex-espião russo "tem semelhanças" com um ato russo

Leah Millis / Reuters

O Presidente dos EUA considerou hoje que o envenenamento de um ex-espião russo no Reino Unido, atribuída de forma "muito provável" a Moscovo pela primeira-ministra britânica Theresa May, "tem semelhanças" com um ato russo.

"Vou falar hoje com Theresa May. Para mim, e com base em todas as provas que possuem, coincide com a Rússia", declarou Donald Trump perante jornalistas na Casa Branca.

Na segunda-feira, a primeira-ministra britânica, Theresa May, afirmou ser "muito provável que a Rússia seja responsável" pelo envenenamento do ex-espião russo Serguei Skripal e da filha, Yulia, numa declaração no parlamento em Londres.

Em resposta, a Rússia classificou como um "espetáculo circense" as acusações feitas por May.

Serguei Skripal, de 66 anos, e a filha Yulia, de 33 anos, foram encontrados inconscientes no dia 04 de março, num banco num centro comercial em Salisbury, no sul de Inglaterra.

Na quarta-feira seguinte, o chefe da polícia antiterrorista britânica, Mark Rowley, revelou que o ex-agente duplo russo e a sua filha tinham sido vítimas de um ataque deliberado com um agente que ataca o sistema nervoso.

Os dois têm permanecido hospitalizados, nos cuidados intensivos, em "estado crítico, mas estável".

Também hospitalizado está um polícia, um dos primeiros a chegar ao local para socorrer o ex-espião russo e a sua filha. O elemento das forças policiais está consciente e encontra-se em "estado grave, mas estável".

Lusa

  • Volta ao Mundo em Arroios
    18:46

    Reportagem Especial

    Tem mais de 90 nacionalidades diferentes. Os censos de 2011 da freguesia de Arroios, em Lisboa, registavam 4.500 estrangeiros mas nos últimos anos o número terá duplicado. É a freguesia mais multicultural do país, onde a diferença é a principal riqueza.

  • Anticiclone dos Açores afasta o verão de Portugal
    1:46

    País

    O verão vai continuar ameno em Portugal e, no início da próxima semana, as temperaturas máximas vão mesmo descer. Um cenário bem diferente do do norte da Europa, onde são as ondas de calor que estão a preocupar as autoridades. 

  • Ryanair prevê cancelamento de 50 voos diários em Portugal
    2:10

    Economia

    A Ryanair vai cancelar até 50 voos em Portugal durante os dois dias de greve, na próxima semana. A companhia irlandesa garante que já contactou 90% dos clientes com viagens marcadas de e para o país, que podem agora pedir o reembolso ou reagendar os voos.

  • Sócrates defende Pinho e critica Parlamento

    País

    José Sócrates saiu em defesa do seu antigo ministro da Economia, Manuel Pinho. Num artigo de opinião publicado no Expresso, o ex-primeiro-ministro aponta o dedo ao presidente do PSD e ao líder parlamentar do PS.

  • PP espanhol elege o líder mais jovem de sempre

    Mundo

    O novo presidente do Partido Popular (PP) espanhol, Pablo Casado, com 37 anos, é o líder mais jovem que este partido já teve na sua curta história, sendo visto por muitos como defensor da ala mais conservadora e tradicional.