Mundo

Príncipe Harry quase morreu no Afeganistão em 2007

Fevereiro de 2008

POOL New

O príncipe Harry esteve na linha da frente da guerra do Afeganistão e, desde que voltou, não se coibiu de falar sobre o assunto, deixando de parte alguns pormenores que agora uma biografia da sua vida expõe. O livro revela que o irmão de William esteve perto da morte durante a primeira missão no Afeganistão, em 2007.

A biografia é assinada pela repórter britânica Katie Nicholl, que num dos capítulos foca-se nos 10 meses da primeira missão de Harry no Afeganistão, entre 2007 e 2008. Na altura, os media britânicos sabiam da localização do príncipe, mas decidiram não publicar a informação até este voltar ao Reino Unido.

Segundo a revista Elle, foi um dos companheiros de Harry que revelou o momento quase fatal à jornalista do The Mail on Sunday, descrevendo também o quão perigoso foi o tempo lá.

Fevereiro de 2008

Fevereiro de 2008

POOL New

O capitão Dickon Leigh-Wood contou que estavam a viajar em veículos quando quase passaram por cima de uma mina. "De repente, um dos veículos percebeu que algo tinha estalado por baixo do tanque e toda a gente foi ordenada a parar", disse o oficial, citado pela revista.

"Automaticamente pensaa: 'isto vai rebentar. É o fim'."

O veículo onde Harry se encontrava falhou a mina por apenas 15 centímetros. "Se algum de nós tivesse passado por cima, seria o fim", esclareceu o capitão Dickon Leigh-Wood, que revelou outros pormenores do tempo de Harry no Afeganistão.

O príncipe e os companheiros eram "frequentemente baleados" enquanto andavam nos tanques. "Éramos baleados quase todos os dias e, uma vez por semana, arranjávamos uma boa cicatriz, mas o Harry lidou bem com a situação e acho que foi por isso que se tornou um oficial tão bom."

O capitão descreveu Harry como alguém "muito corajoso" e disse que nunca o tinha visto "com um olhar assustado".

  • O pequeno príncipe "obcecado" pela polícia

    Mundo

    O príncipe George pode vir a ser rei, mas enquanto isso não acontece há já quem esteja muito atento às preferências do filho mais velho dos duques de Cambridge. Para já, sabe-se que "o George é obcecado pela polícia... carros, brinquedos, tudo", como contou o pai William.

  • Os quatro fabulosos da família real britânica
    2:25

    Harry & Meghan

    Para o Reino Unido, os fabulous four (quatro fabulosos, em português) serão sempre os The Beatles, mas talvez já não seja só a banda. O príncipe Harry e a noiva, Meghan Markle, participaram pela primeira vez num compromisso oficial ao lado de William e Kate. A cumplicidade e popularidade dos quatro já lhes valeu o título de "fab four".

  • "Sou assim, genuíno e frontal". O resumo da entrevista de Bruno de Carvalho à SIC Notícias
    3:47
  • Terá mesmo valido a pena tomar óleo de fígado de bacalhau na infância?

    Mundo

    Os suplementos de ómega 3 não trazem grandes benefícios na prevenção de enfartes, acidente vascular cerebral (AVC) ou morte prematura, concluiu um estudo a pedido da Organização Mundial de Saúde (OMS). A geração que foi obrigada pelos pais a tomar óleo de fígado de bacalhau não está assim muito mais protegida destas doenças que as outras.

  • Rádio Escuta dá voz aos imigrantes que vivem em Lisboa
    4:02
  • Centenas de pessoas no funeral de João Semedo
    2:22
  • Quem é a nova líder da Sonae?
    2:16

    Economia

    Aos 49 anos, a filha mais nova de Belmiro de Azevedo é a nova líder do grupo Sonae. Quem a conhece diz que Cláudia Azevedo herdou o feitio do pai. Também não gosta de ouvir "não" e tem bom humor.