sicnot

Perfil

Mundo

Presidente do Uganda quer proibir sexo oral

© James Akena / Reuters

O Presidente do Uganda emitiu um aviso público durante um conferência de imprensa anunciando que vai banir a prática de sexo oral no país. Yoweri Museveni justifica o ato, explicando que "a boca serve para comer".

O presidente do país acusa os "estrangeiros" de importarem a prática para o país, culpando-os por convencerem os ugandenses a praticarem sexo oral "uns aos outros".

"A boca não serve para sexo", disse em declarações à imprensa, acrescentando que "nós sabemos a 'morada' do sexo, sabemos onde está".

Em 2014, Yoweri já se tinha manifestado sobre o assunto, afirmando que o sexo oral provoca parasitas "no estômago".

No mesmo ano, tornou crime a não denúncia de pessoas homossexuais. No Uganda é ilegal ser-se gay, e em breve poderá mesmo tornar-se crime a prática de sexo oral.

O presidente, conhecido pelas decisões polémicas, está à frente do país há mais de 30 anos.

  • Inglaterra goleia o Panamá e apura-se para os oitavos de final do Mundial

    Mundial 2018 / Inglaterra

    A Inglaterra venceu o Panamá por 6-1 e garantiu, assim, a qualificação para os oitavos-de-final do Mundial quando ainda falta um jogo para terminar a fase de grupos. Só na primeira parte, a equipa inglesa marcou cinco golos, sendo que dois resultaram de penáltis. Destaque para Harry Kane que hoje fez um hat-trick e soma, portanto, cinco golos só neste Mundial. Referência para o Panamá que ao minuto 78 marcou o primeiro golo de sempre num Mundial. No último encontro Inglaterra e Bélgica irão discutir o primeiro lugar do Grupo G.

  • Marcelo de volta a casa após diagnóstico de gastroenterite aguda
    3:37