Mundo

Maduro oferece bónus económico aos venezuelanos que votarem nas presidenciais de domingo

Carlos Garcia Rawlins

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, ofereceu hoje um bónus económico aos portadores do "cartão da pátria" que votem nas eleições presidenciais previstas para 20 de maio.

"Todos os que tenham o cartão da pátria e exerçam o direito e dever de votar, vão receber um prémio da pátria, legal, constitucional, 'dando y dando' (eu te ajudo e tu me ajudas)", disse.

Nicolás Maduro falava durante um ato de campanha eleitoral, em Charallave, no Estado venezuelano de Miranda (60 quilómetros a sudoeste de Caracas), transmitido pelo canal estatal Venezuelana de Televisão (VTV).

O anúncio teve lugar um dia depois de Henri Falcón, um dos três aspirantes à Presidência da República, ter-se reunido com as autoridades do Conselho Nacional Eleitoral, para pedir a proibição do uso do "cartão da pátria" por ser "uma medida coercitiva".

Segundo Henri Falcón o "cartão da pátria" está a substitur os populares "pontos vermelhos" de controlo do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV, o partido do Governo), em várias regiões.

O "cartão da pátria" foi criado em 2017 pelo Presidente Nicolás Maduro, com o propósito de facilitar o acesso a programas governamentais, alimentos, medicamentos e serviços, sendo impulsado pelo PSUV.

Nos últimos meses os venezuelanos receberam bónus para assinalar o dia da juventude, o dia da mãe, entre outros.

Com Lusa

  • Nicolás Maduro faz simulacro para as eleições presidenciais
    1:22

    Mundo

    O Presidente da Venezuela testou este domingo a máquina chavista, num simulacro das presidenciais do próximo dia 20, que contou com a participação de elementos ligados ao regime de Nicolás Maduro. Vinte milhões de eleitores são chamados às urnas para uma votação polémica que vai ser boicotada pelos principais partidos da oposição.

  • Anticiclone dos Açores afasta o verão de Portugal
    1:46

    País

    O verão vai continuar ameno em Portugal e, no início da próxima semana, as temperaturas máximas vão mesmo descer. Um cenário bem diferente do do norte da Europa, onde são as ondas de calor que estão a preocupar as autoridades. 

  • Ryanair prevê cancelamento de 50 voos diários em Portugal
    2:10

    Economia

    A Ryanair vai cancelar até 50 voos em Portugal durante os dois dias de greve, na próxima semana. A companhia irlandesa garante que já contactou 90% dos clientes com viagens marcadas de e para o país, que podem agora pedir o reembolso ou reagendar os voos.

  • Volta ao Mundo em Arroios
    18:46
  • Sócrates defende Pinho e critica Parlamento

    País

    José Sócrates saiu em defesa do seu antigo ministro da Economia, Manuel Pinho. Num artigo de opinião publicado no Expresso, o ex-primeiro-ministro aponta o dedo ao presidente do PSD e ao líder parlamentar do PS.

  • PP espanhol elege o líder mais jovem de sempre

    Mundo

    O novo presidente do Partido Popular (PP) espanhol, Pablo Casado, com 37 anos, é o líder mais jovem que este partido já teve na sua curta história, sendo visto por muitos como defensor da ala mais conservadora e tradicional.