sicnot

Perfil

Mundo

Um terço das áreas protegidas do mundo em risco

Um terço das áreas protegidas do mundo, quase 3.700 milhões de quilómetros quadrados (o dobro do Alasca), está degradado devido à pressão humana, que inclui pastorícia, estradas e habitações, segundo um estudo hoje divulgado.

Para chegarem a conclusões os autores - investigadores das universidades de Queensland (Austrália) e Colúmbia Britânica (Canadá), e da organização não governamental Wildlife Conservation Society - observaram a realidade das nações que se esforçam para cumprir os compromissos da Convenção sobre a Diversidade Biológica (CDB), no sentido de interromper a perda de biodiversidade criando áreas protegidas.

Desde 1992 a extensão das áreas protegidas praticamente duplicou no mundo, mais de 200 mil que cobrem 15% da área terrestre do mundo, e com o objetivo de chegar a 17% até 2020 indica o estudo, publicado hoje na revista Science.

Ainda que com objetivos diferentes, desde a conservação total da biodiversidade a restrições menos severas, que permitem atividades humanas e até extração sustentável de recursos, o grande motivo para a criação de todas as áreas protegidas é conservar a natureza.

Os autores do estudo analisaram os mapas globais da "pegada humana" e da avaliação resultou que 32% das zonas protegidas está altamente degradado. Para as áreas protegidas criadas antes da ratificação da CDB (1992) mais de metade (55%) viram a pressão humana aumentar.

"Uma rede de áreas protegidas bem gerida é essencial para salvar espécies. Se deixarmos que essa rede seja degradada não há dúvidas de que vai aumentar a perda de biodiversidade", disse o principal autor do estudo, Kendall Jones, da Universidade de Queensland.

As áreas protegidas mais degradadas foram encontradas na Ásia, Europa e África, em regiões de grande densidade populacional. Mas também foram encontradas áreas protegidas que são de facto protegidas, como o Santuário da Vida Selvagem Keo Seima, no Camboja, o Parque Nacional Madidi, na Bolívia, ou o Parque Nacional Yasuni, no Equador.

Os autores do estudo admitem que há muitas outras áreas protegidas ainda em boas condições e dizem que o desafio é melhorar a gestão desses locais.

Lusa

  • Condutora que atropelou peregrinos "internada compulsivamente"

    País

    A condutora do veículo que hoje atropelou seis peregrinos na Estrada Nacional 365, em Alcanena, apresentava problemas do foro psicológico e teve de ser internada compulsivamente. O atropelamento esta madrugada fez uma vítima mortal, um homem, e feriu cinco pessoas, uma das quais em estado grave.

  • Maduro deve ser reeleito em eleições contestadas pela oposição
    1:46

    Mundo

    Os venezuelanos elegem hoje o Presidente que deverá estar à frente do país até 2025. Há quatro candidatos, mas Nicolás Maduro é o favorito na corrida. A oposição apelou ao boicote e vários países da América e das Caraíbas, os EUA e a UE já avisaram que não reconhecerão resultados de uma eleição que não é livre nem transparente.

  • A solução de Elon Musk para os engarrafamentos em Los Angeles
    1:23