sicnot

Perfil

Mundo

Jovens aliciados para se juntarem a grupos armados no norte de Moçambique

Grant Neuenburg

Jovens moçambicanos estão a ser aliciados com ofertas de emprego para se juntarem a grupos armados que estão a atacar aldeias na província de Cabo Delgado, norte do país, disse hoje à Lusa fonte policial.

A Polícia da República de Moçambique (PRM) impediu esta semana, em Nampula, a deslocação de cerca de 40 cidadãos devido à suspeita de terem sido recrutados.

"Não cometeram nenhum crime, mas estavam a ser enganados com ofertas de emprego", referiu o comandante provincial da Polícia da República de Moçambique (PRM) em Nampula, Manuel Zandamela.

Segundo relataram, iam trabalhar para uma empresa, cujo nome não revelaram, dedicando-se à compra de produtos agrícolas, particularmente, gergelim.

Perante a polícia, indicaram o nome de um alegado patrão, numa situação que levantou suspeitas às autoridades.

As pessoas eram, na maioria, jovens do distrito de Moma, na província de Nampula, que faz fronteira a sul com Cabo Delgado.

O grupo acabaria por ser impedido de seguir viagem pela PRM, sendo reencaminhados para Moma.

Manuel Zandamela alerta para o recrutamento de jovens pelo grupo que, só nas últimas duas semanas, já terá matado pelo menos 35 residentes em aldeias de Cabo Delgado.

Lusa

  • Lei que permite a entrada de animais em espaços de restauração gera dúvidas
    2:23

    País

    A lei que permite a entrada de animais de companhia em estabelecimentos de restauração, que entrou hoje em vigor, está a gerar dúvidas para os proprietários. Até ao momento são poucos os estabelecimentos que aderiram e a previsão é para que assim continue. A DECO questionou 1800 pessoas sobre a presença dos animais nos restaurantes e apenas 25% votou a favor.

  • "Isto é a demagogia à solta"
    0:45

    Opinião

    Quem o diz é Luís Marques Mendes a propósito da aprovação esta semana da lei do CDS-PP que elimina o adicional do imposto sobre os combustíveis. O comentador da SIC critica a oposição por ter levado a votação uma lei inconstitucional e acusa ainda os parceiros de Governo de deslealdade. 

    Luís Marques Mendes

  • Gato reencontra dono 10 anos depois de ter desaparecido

    Mundo

    A Blue Cross recolheu no mês passado um gato que tinha sido dado como desaparecido em 2008, num altura em que o dono Mark Salisbury residia em Ipswich, Suffolk, no Reino Unido. Graças ao microchip de Harry, a associação britânica que se dedica à proteção animal, conseguiu localizar Salisbury, que agora vive em Gloucestershire.