Mundo

Em breve poderá comprar uma viagem ao espaço

Reuters Photographer

Sempre sonhou ir ao espaço? Em breve poderá fazê-lo. O CEO da Amazon, Jeff Bezos, criou uma empresa de foguetões e vai vender viagens por 170 mil euros. A primeira deverá "levantar voo" já em 2019.

Os testes aos aparelhos já começaram, e parecem trazer boas notícias. O foguetão News Shepard, da companhia de Bezos Blue Origin, foi lançado seis vezes e aterrou em segurança na terra.

O próximo passo nas viagens turísticas ao espaço deverá ser a realização de voos de teste com passageiros. Uma ideia que parece estar cada vez mais próxima de acontecer, com a companhia a querer começar a venda dos bilhetes no próximo ano.

Os bilhetes serão vendidos por 170 mil euros mas poderão chegar aos 260 mil, avança a Reuters citando fontes próximas do projeto, apesar de Jeff Bezos ter afirmado em maio que ainda não estão definidos valores.

A Blue Origin, sediada a 32 quilómetros a sul de Seattle, tornou público o design geral do veículo, que será capaz de transportar autonomamente seis passageiros e atingir o espaço suborbital.

Durante minutos, os passageiros poderão experienciar a ausência de peso e observar a curvatura da terra, através das seis janelas três vezes maiores do que as de um Boeing Co747. A cápsula voltará depois a terra e utilizará paraquedas para a aterragem.

Blue Origin

O regresso da corrida espacial

A companhia de Bezos está a trabalhar para tornar possível num futuro próximo a realidade do turismo espacial, mas não é a única. Richard Branson, fundador do grupo Virgin, e Elon Musk, da Tesla, estão a trabalhar no mesmo.

A Virgin Galactic afirma já ter vendido cerca de 650 bilhetes para uma viagem a bordo do SpaceShipTwo. A companhia está a cobrar 215 mil euros por bilhete, um valor aproximado ao da Blue Origin.

Já a SpaceX, de Musk, garante que o objetivo final é tornar possível viver noutros planetas.

Marco Caceres, analista do grupo Teal, afirma que cada voo espacial poderá custar à Blue Origin mais de oito milhões de euros. Com apenas seis passageiros por viagem, e mesmo com os bilhetes a chegarem aos 260 mil euros, inicialmente cada lançamento deverá levar à perda de milhões.

Três empresas de visionários que pretendem diminuir o custo das viagens espaciais ao produzirem aeronaves com materiais reutilizáveis. Como diria Neil Armstrong, este é "um pequeno passo para o homem, um salto gigantesco para a humanidade".

  • Já foi lançado o foguetão mais potente do mundo

    Mundo

    O foguetão gigante Falcon Heavy, com o qual a empresa privada SpaceX espera realizar missões para Marte, no futuro, descolou esta terça-feira no Cabo Canaveral, nos Estados Unidos, para uma viagem de teste com um carro a bordo. Torna-se assim o foguetão mais potente em funções no espaço.

  • Benfica promete queixa-crime contra quem divulgou contratos de Castillo e Ferreyra
    1:26

    Desporto

    Um blog divulgou na internet os valores dos contratos de dois dos reforços do Benfica, Castillo e Ferreyra. O clube da Luz promete agir judicialmente contra quem divulgou estas informações. A SIC sabe que devido à gravidade dos factos a Liga de Clubes está a considerar suspender os funcionários da instituição até que este caso seja esclarecido.

  • Donald Trump envolvido em mais uma polémica
    1:49
  • Caminhada de 20 quilómetros até ao trabalho valeu um carro

    Mundo

    Quando o carro de Walter Carr deixou de funcionar um dia antes do primeiro dia de trabalho numa empresa de mudanças, ele não desistiu nem ligou a dizer que ia faltar. Saiu de casa à meia-noite e fez mais de 20 quilómetros a pé para chegar a horas. No final recebeu uma recompensa.

    SIC