sicnot

Perfil

Opinião

Avião russo abatido pode ajudar líderes a melhorar coordenação

Avião russo abatido pode ajudar líderes a melhorar coordenação

O comentador da SIC José Milhazes acredita que o incidente com um avião russo abatido pela Turquia pode ajudar os líderes envolvidos a coordenarem-se melhor e a chegarem a um entendimento sobre as intervenções militares na Síria.

  • Avião militar russo abatido pela Turquia
    0:43

    Mundo

    Um avião militar russo foi abatido pela força aérea turca na fronteira com a Síria. A informação é confirmada por fonte militar de Ancara que justifica o ato com a violação do espaço aéreo turco levada a cabo pelo aparelho.

  • França divulga imagens de ataques aéreos sobre Raqqa
    0:39

    Daesh

    França divulgou imagens dos mais recentes ataques aéreos na Síria. O vídeo mostra os aviões militares franceses a bombardear vários locais da cidade de Raqqa, bastião do Daesh. Nas imagens a preto a branco, é possível reconhecer alguns edifícios que explodiram. Também o Reino Unido está a preparar-se para começar ataques aéreos na Síria. David Cameron diz que só falta a aprovação parlamentar, que deve acontecer ainda esta semana.

  • A fuga dos PIDES
    20:08
  • Dominado incêncio no centro de tratamento de resíduos da Tratolixo
    1:55

    País

    O fogo na Tratolixo, em Trajouce, deflagrou esta segunda-feira à noite. As chamas foram controladas a meio da manhã pelos bombeiros. No local estão 133 operacionais, apoiados por 51 veículos. O fogo não fez vítimas nem danos materiais. O vento dificultou o combate às chamas.

  • Duas execuções no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.