sicnot

Perfil

Opinião

"Há coisas estranhas neste golpe"

Entrevista SIC Notícias

"Há coisas estranhas neste golpe"

Rui Machete considera que a tentativa de golpe de Estado na Turquia veio reforçar o poder do Presidente Erdogan. O ex-ministro dos Negócios Estrangeiros diz que a maneira como o golpe se desenrolou é estranha, e que é preocupante que um chefe de Estado tenha incitado as massas populares a ir para a rua. O social-democrata acrescenta ainda que o golpe é um sintoma de divisão de opiniões perante aquele sistema político.

  • "A circunstância do primeiro-ministro francês ser vaiado é uma reação emocional"
    2:03

    Atentado em Nice

    O primeiro-ministro francês, Manuel Valls, foi vaiado esta segunda-feira, em Nice. Para o ex-ministro dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete, a circunstância "é uma reação emocional". O social-democrata considera que a polícia francesa tem demonstrado eficácia, e que é muito difícil evitar estes atentados. Rui Machete diz ainda que algumas pessoas podem aproveitar estes eventos para tirar dividendos políticos.

  • "Sempre nos disseram que bastava o Aves ganhar para estar na Liga Europa"
    0:34

    Desporto

    O Presidente da SAD do Desportivo das Aves garante que não houve esquecimento ou atraso na inscrição do clube na Liga Europa. Luiz Andrade afirma que sempre lhe disseram que bastava vencer a Taça de Portugal para marcar presença na competição e que ainda não sabe se o clube pode ou não jogar a fase de grupos da competição europeia.

  • "Fui violada por Harvey Weinstein aqui em Cannes"
    1:02

    Cultura

    A cerimónia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes ficou ainda marcada pelo discurso de Asia Argento. A atriz italiana que acusou Harvey Weinstein de a ter violado justamente numa das edições do festival de Cannes, e que há mais abusadores à solta.

  • As primeiras imagens das quatro crias da lince Malva
    0:20
  • Exército sírio declara Damasco "totalmente segura"

    Mundo

    O exército sírio proclamou esta segunda-feira a capital Damasco e também os arredores, como locais "totalmente seguros". O anúncio foi feito em clima de festa, depois de os militares terem reconquistado os bairros do sul da cidade, até agora nas mãos do Daesh.