sicnot

Perfil

Opinião

Coisas que o Governo de António Costa está a fazer bem

O que o Governo do PS está a fazer bem feito com o apoio dos partidos da geringonça deve ser elogiado.

1 – A escola pública deve ser defendida. A escola privada, se quer competir com a pública, que o faça pela qualidade, não pela oferta alternativa paga pelo Estado nos mesmos sítios onde o Estado já tem estabelecimentos de ensino. Os protestos contra os contratos de associação apareceram porque o Governo cortou onde reinavam os aparelhos do PS e do PSD que dominavam a gestão dessas escolas. Assim, sem rodeios, conforme me foi dito por um destacado membro do Governo socialista.

2 – A Saúde pública deve ser defendida. Profissionais da saúde pública proclamadores da ética que discretamente empurram doentes para os seus consultórios e clínicas privadas devem ser impedidos de o fazer; contratos de fornecimento de serviços de diagnóstico, tratamento, cirurgia, construção, equipamento e gestão privada de hospitais só devem ter lugar onde o Estado não pode chegar e devem ser sistematicamente questionados no preço e na qualidade. Não devem ser pagos pelo Estado para concorrer deslealmente com o mesmo Estado. Se querem afirmar-se como alternativa verdadeira que o façam pela qualidade, como as escolas.

3 – O combate às rendas excessivas das empresas de eletricidade só peca por ser tardio. O atual Secretário de Estado da Energia, Jorge Seguro Sanches, tem toda a razão na sua investida com o apoio do PCP e do Bloco, visando taxar as rendas das eólicas, como reconhece o ex-ministro da Indústria do PSD, Mira Amaral.

4 - A iniciativa de reutilização dos manuais escolares é altamente meritória. Foi finalmente enfrentado o lobbie de conluio entre editoras, professores e discretos interesses dentro do próprio Ministério da Educação que muito têm prejudicado o país e sacado literalmente das famílias dezenas de milhões de euros ao longo de muitos anos.

Um dia, inscrevi-me num curso de direito no ensino superior e, quando fui comprar os manuais, alguns vinham com cadernos de 16 páginas presos por cordel, alguns cadernos simplesmente faltavam e o conjunto não tinha capa nem encadernação. Comecei a investigar o mistério e logo percebi que os professores todos os anos reescreviam um ou dois capítulos para justificar a reedição, sem acrescentar nada de pedagogicamente relevante, apenas para impedir os novos alunos de pedirem os manuais emprestados aos alunos dos anos anteriores. A isto chama-se máfia. De pequena escala, mas de grande impacto no somatório do prejuízo por todo o país.

Tem razão a Secretária de Estado Adjunta e da Educação, Alexandra Leitão, quando critica as editoras e o parecer comprado a Gomes Canotilho para apoiar a APEL e a sua posição corporativista. Está de parabéns o Ministério da Educação pela iniciativa de reutilização dos manuais que os países nórdicos, que tanto admiramos mas poucas vezes seguimos, já fazem há muitas décadas.

Sempre achei que a política económica do atual governo começa a construir a casa pelo telhado, começando por distribuir riqueza de cima para baixo em vez de a criar a partir dos alicerces.

Sempre achei que os melhores amigos dos banqueiros que cavaram a nossa desgraça coletiva são os políticos de esquerda que só sabem governar com défices cobertos a crédito, que roubam o futuro das novas gerações.

Acho que as políticas económicas e orçamentais que estão a ser seguidas não têm futuro e podem levar a um agravamento do financiamento da República se não forem corrigidas.

O que o Governo do PS está a fazer bem feito com o apoio dos partidos da geringonça, deve ser elogiado.

  • DJ Avicii morre aos 28 anos

    Cultura

    Tim Bergling, conhecido por Avicii e um dos mais famosos DJ's do mundo, morreu aos 28 anos. A notícia foi avançada pelo site TMZ, que adianta que o DJ e produtor sueco foi encontrado morto esta sexta-feira em Muscat, em Omã, e os detalhes da morte ainda não são conhecidos.

    SIC

  • ERSE concluiu que estavam a ser pagos 165 milhões euros a mais à EDP
    0:53

    País

    José Gomes Ferreira afirmou esta sexta-feira que a ERSE -Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos concluiu que estavam a ser pagos 165 milhões de euros a mais do que o necessário à EDP. Contratos que foram postos em prática em 2007 por Manuel Pinho, na altura ministro da Economia.

  • "Não andámos a tomar calmantes, nem a dar abracinhos"
    0:52

    Desporto

    Rui Vitória recusa atirar a toalha ao chão. O treinador do Benfica acredita que ainda muito pode acontecer e revela a motivação da equipa depois da derrota com o FC Porto na Luz, que levou à perda da liderança a quatro jornadas do fim.

  • Porque erram os árbitros?
    2:03

    Desporto

    Num momento em que a polémica em redor da arbitragem está acesa e que nem o videoárbitro parece ter contribuído para a pacificar o futebol, em Leiria juntaram-se treinadores e homens do apito para se entender porque erram os árbitros.

  • "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos"

    Mundo

    "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos", esta foi apenas uma das declarações de Karl Lagerfeld sobre as denúncias de abuso sexual, que estão a marcar o mundo do cinema, da música e da moda. Numa entrevista, o diretor criativo da Chanel e da Fendi declarou mesmo que estava farto do #MeToo, o movimento usado para denunciar estes casos de abusos por todo o mundo.

    SIC

  • Viagem de balão para ver as cerejeiras em flor
    14:27
  • Niassa foi o 4.º lince-ibérico libertado a ser atropelado em Portugal
    1:33

    País

    Uma fêmea de lince-ibérico foi encontrada morta com sinais de atropelamento na A22, próximo de Olhão. A fêmea, criada em cativeiro, tinha sido libertada no Vale do Guadiana em fevereiro de 2017. É o quarto lince-ibérico, que tinha sido libertado na natureza, que morre atropelado em Portugal.

  • "Há uma aceitação do lince no território"
    3:33

    País

    Apesar de já se terem registado em Portugal quatro atropelamentos de linces libertados na natureza, em entrevista à SIC, Pedro Rocha, do Departamento do Alentejo do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), disse que o programa de reintrodução "tem corrido bastante bem", não só devido às condições do habitat e disponibilidade de alimento, mas também porque "há uma aceitação do lince no território". Desde 2015, foram libertados no Vale do Guadiana 33 linces e 16 já nasceram em estado selvagem.

  • EUA acusam Síria de tentar apagar provas de alegado ataque químico em Douma
    1:28
  • Já pode escolher uma morte amiga do ambiente

    Mundo

    Preocupa-se com o ambiente? Recicla? Prefere andar a pé ou partilhar transportes? Então saiba que a partir de agora a morte também pode ser amiga do ambiente. Desde caixões degradáveis de vime a cremação líquida, já é possível diminuir o impacto ambiental da morte.

    SIC

  • O "anjo" que quer ensinar raparigas a programar
    2:59