sicnot

Perfil

Opinião

"Passos Coelho pode pensar que falar alto pode animar os seus fiéis mas só perde votos"

"Passos Coelho pode pensar que falar alto pode animar os seus fiéis mas só perde votos"

Luís Marques Mendes analisa, no habitual espaço de comentário no Jornal da Noite de domingo, a realização do primeiro implante de um coração artificial em Portugal, o primeiro ano de Marcelo em Belém, o ambiente de tensão entre Governo e oposição, a maior distância entre PS e PSD nas sondagens, a palestra cancelada com Jaime Nogueira Pinto, os prejuízso da CGD e o processo de venda do Novo Banco.

  • "O Estado está a andar dois ou três anos atrasado"
    1:39

    Opinião

    Luís Marques Mendes considera que os prejuízos apresentados pela Caixa Geral de Depósitos, na sexta-feira, são a evidência de má gestão. O comentador da SIC considera também que a restruturação da CGD já vem tarde. Declarações feitas no habitual espaço de comentário no Jornal da Noite de domingo.

  • Atentado "falhado" em Nova Iorque
    1:43

    Mundo

    Uma explosão numa das zonas mais movimentadas de Manhattan fez quatro feridos, esta segunda-feira. Entre eles está o homem que transportava o engenho e que foi entretanto detido.

  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.

  • 10 Minutos com Leonor Beleza
    10:27

    10 Minutos

    A nossa convidada desta segunda-feira ainda é conhecida por ter sido ministra da Saúde e pelo seu trabalho à frente da Fundação Champalimaud. Mas desta vez vamos falar com Leonor Beleza sobre os 40 anos da revisão do Código Civil, em que esteve envolvida.

    Entrevista completa