Opinião

Em política nunca se agradece

Passos Coelho deixa hoje a liderança do PSD. Muitos dos que o apoiaram (?) desde que chegou à liderança do PSD, são os mesmos que, agora, sorriem perante o facto consumado. Perdeu. Já foi, que venha o próximo. Rei morto, Rei posto.

Hoje, já poucos se lembram da batalha contra Sócrates, que foi o todo-poderoso, o único homem do PS com maioria absoluta.
Hoje, já poucos se lembram dos PEC’s de Sócrates, da pré-bancarrota, do estado em que estava o país, do resgate, da Troika, dos dias e anos difíceis, do défice, do lixo das agências, da subida dos juros da dívida, de um Portugal de mão estendida.
Passos fez tudo bem?
Não.
Podia ter feito diferente?
Podia.
Fez o que soube ou o que o deixaram fazer.
O caderno de encargos era grande e pesado.
Conseguiu uma saída limpa.
Com custo, é certo, para nós todos, mas limpa.
Foi outra vez a votos.
E ganhou.
E foi derrubado.
E ficou.
Na tribuna, a discutir com o novo primeiro-ministro.
Agora perdeu.
Saiu.
E a memória vai ficar para uns quantos, que colecionam factos.
E fica escrita nos livros de história.
E permanece exposta na net para quem quiser ir procurar.
No dia a dia a memória esgota-se depressa.
Passos sai hoje.
Agora.
Já ninguém o vai «apoiar».
Já ninguém vai querer selfies e beijinhos, autógrafos e cumprimentos.
E ninguém lhe vai agradecer.
A política tem, entre outras coisas, dois vícios:
Memória curta e ingratidão.
Post Scriptum: Não, este não é um tributo nem uma homenagem a Passos Coelho. Podia ter sido escrito a propósito de dezenas de políticos que saem pela porta pequena depois de terem servido o país;
Este é um texto sobre a memória e a gratidão.
  • A corrida à liderança do PSD
    2:51

    País

    Pedro Passos Coelho já confirmou que não se vai recandidatar à liderança do partido. Depois da derrota nas eleições autárquicas, tudo está em aberto e há pelo menos quatro nomes na corrida à liderança dos social-democratas.

  • "O resultado foi mau e foi pesado"
    1:14

    País

    Pedro Passos Coelho confirmou esta terça-feira que não se irá recandidatar a um novo mandato como presidente do PSD. Passos justificou a saída com os resultados das autárquicas e por entender que será mais vantajoso para o partido ter uma nova liderança. O líder social-democrata reconheceu ainda que os resultados eleitorais foram "maus e pesados".

  • Santana Lopes pondera candidatura à liderança do PSD
    1:16

    País

    O ex-presidente do PSD Pedro Santana Lopes admitiu esta terça-feira na Edição da Noite da SIC Notícias estar a "ponderar obviamente" uma candidatura à liderança do partido. Pedro Passos Coelho garantiu hoje que não se iria recandidatar à liderança dos social-democratas.

  • "A bebedeira passa, o resto não!"
    2:48

    País

    O INEM socorreu mais de mil menores em coma alcoólico, no ano passado. Por isso, os adolescentes são o alvo da campanha lançada esta sexta-feira pelo Governo: "A bebedeira passa, o resto não!"

  • Sabe que pode estar a pagar 100€ a mais na fatura do gás?
    2:29

    Economia

    A maior parte das empresas fornecedoras de gás continua a cobrar aos clientes a taxa de ocupação do subsolo ao clientes, apesar da lei dizer que deve ser paga pelas empresas desde janeiro de 2017. Cada Câmara Municipal cobra o que entende e há autarquias que não cobram nada. Em alguns casos podemos estar a falar de mais de 8 euros por mês, ou seja, mais de 100 euros por ano.

  • As técnicas e o currículo polémico do Dr. Bumbum
    2:10

    Mundo

    Uma mulher morreu após uma operação aos glúteos, feita na casa de um cirurgião plástico conhecido no Brasil por Dr. Bumbum. Depois de quatro dias em fuga, o homem entregou-se às autoridades. O médico operava as mulheres em casa e no currículo tem um curso que não acabou e pós-graduações que não são reconhecidas.

  • Ir ao Douro e à Nazaré
    25:57
  • O convite que causou surpresa até na Casa Branca
    2:33