sicnot

Perfil

Opinião

Em política nunca se agradece

Passos Coelho deixa hoje a liderança do PSD. Muitos dos que o apoiaram (?) desde que chegou à liderança do PSD, são os mesmos que, agora, sorriem perante o facto consumado. Perdeu. Já foi, que venha o próximo. Rei morto, Rei posto.

Hoje, já poucos se lembram da batalha contra Sócrates, que foi o todo-poderoso, o único homem do PS com maioria absoluta.
Hoje, já poucos se lembram dos PEC’s de Sócrates, da pré-bancarrota, do estado em que estava o país, do resgate, da Troika, dos dias e anos difíceis, do défice, do lixo das agências, da subida dos juros da dívida, de um Portugal de mão estendida.
Passos fez tudo bem?
Não.
Podia ter feito diferente?
Podia.
Fez o que soube ou o que o deixaram fazer.
O caderno de encargos era grande e pesado.
Conseguiu uma saída limpa.
Com custo, é certo, para nós todos, mas limpa.
Foi outra vez a votos.
E ganhou.
E foi derrubado.
E ficou.
Na tribuna, a discutir com o novo primeiro-ministro.
Agora perdeu.
Saiu.
E a memória vai ficar para uns quantos, que colecionam factos.
E fica escrita nos livros de história.
E permanece exposta na net para quem quiser ir procurar.
No dia a dia a memória esgota-se depressa.
Passos sai hoje.
Agora.
Já ninguém o vai «apoiar».
Já ninguém vai querer selfies e beijinhos, autógrafos e cumprimentos.
E ninguém lhe vai agradecer.
A política tem, entre outras coisas, dois vícios:
Memória curta e ingratidão.
Post Scriptum: Não, este não é um tributo nem uma homenagem a Passos Coelho. Podia ter sido escrito a propósito de dezenas de políticos que saem pela porta pequena depois de terem servido o país;
Este é um texto sobre a memória e a gratidão.
  • A corrida à liderança do PSD
    2:51

    País

    Pedro Passos Coelho já confirmou que não se vai recandidatar à liderança do partido. Depois da derrota nas eleições autárquicas, tudo está em aberto e há pelo menos quatro nomes na corrida à liderança dos social-democratas.

  • "O resultado foi mau e foi pesado"
    1:14

    País

    Pedro Passos Coelho confirmou esta terça-feira que não se irá recandidatar a um novo mandato como presidente do PSD. Passos justificou a saída com os resultados das autárquicas e por entender que será mais vantajoso para o partido ter uma nova liderança. O líder social-democrata reconheceu ainda que os resultados eleitorais foram "maus e pesados".

  • Santana Lopes pondera candidatura à liderança do PSD
    1:16

    País

    O ex-presidente do PSD Pedro Santana Lopes admitiu esta terça-feira na Edição da Noite da SIC Notícias estar a "ponderar obviamente" uma candidatura à liderança do partido. Pedro Passos Coelho garantiu hoje que não se iria recandidatar à liderança dos social-democratas.

  • Novo Banco vai reestruturar dívida de Luís Filipe Vieira
    1:22

    Desporto

    O Novo Banco vai reestruturar parte da dívida da empresa de Luís Filipe Vieira, que ronda os 400 milhões de euros. Parte dos ativos da empresa foram transferidos para um fundo para serem rentabilizados no prazo de cinco anos. Esse fundo está a ser gerido pelo vice-presidente do Benfica.

  • Dono de fábrica que ardeu na Anadia diz que produção não vai ser afetada
    2:04
  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espirito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espirito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Tragédia em Vila Nova da Rainha aconteceu há uma semana
    7:18
  • Caso que está a gerar tensão entre Angola e Portugal chega a tribunal 2ª.feira
    1:32

    País

    O julgamento da Operação Fizz começa esta segunda feira numa altura em que o tribunal da Relação ainda não decidiu se aceita o pedido de Luanda para que Manuel Vicente seja julgado em Angola. O Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa foi arrolado pelo tribunal como testemunha e já respondeu por escrito. O processo será julgado no tribunal da comarca de Lisboa pelo coletivo de juízes formado por Alfredo Costa, Helena Pinto e Ana Guerreiro da Silva, estando o Ministério Público representado pelo procurador José Góis.

  • Mais de 60% dos jovens não usam preservativo
    1:42

    País

    Mais de 60% dos jovens portugueses não usam preservativo e mais de um quarto acredita que a sida se pode transmitir pelo uso partilhado de copos ou talheres. São resultados de um estudo da Universidade de Lisboa que inquiriu 116 jovens dos 18 aos 24 anos, dos 18 aos 24 anos de todas as regiões e ilhas, estudantes universitários, mas também do programa Escolhas, que abrange uma população mais desfavorecida.

  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52