sicnot

Perfil

Opinião

"Cristas está a ocupar o espaço deixado vazio na oposição pelo PSD"

"Cristas está a ocupar o espaço deixado vazio na oposição pelo PSD"

Assunção Cristas fechou o congresso do partido com a ambição de transformar o CDS no maior partido do espaço do Centro-Direita. Miguel Sousa Tavares defende que a líder do CDS "tem contra si o facto do eleitorado português ser muito fixista", ou seja, não se move. No entanto, para o comentador da SIC Cristas está a "ocupar o espaço deixado vazio na oposição" e "a mostrar a diferença para o PSD".

  • "Putin está a tomar conta do Médio Oriente"
    4:20

    Opinião

    Vladimir Putin garantiu que a Rússia tem uma nova arma nuclear invencível. Miguel Sousa Tavares acredita que a Rússia inverteu a ordem, ou seja, "pela primeira vez os russos estão à frente dos americanos". O comentador da SIC diz ainda que Putin está "a tomar conta do Médio Oriente" e "a aproveitar o facto de Trump desaparecer" da zona.

  • "O país beneficiou zero com os Vistos Gold"
    2:50

    Opinião

    As alegações finais do processo dos Vistos Gold foram adiadas. Miguel Sousa Tavares defende que os Vistos Gold foram apresentados "como uma espécie de panaceia para o investimento", dizendo mesmo que foram "um embuste".

  • Militares da revolução denunciam corrupção nos órgãos de poder
    3:22

    País

    O presidente da Associação 25 de Abril acusa a classe política de não ter interesse em travar a corrupção em Portugal. Vasco Lourenço e Otelo Saraiva de Carvalho, dois dos militares da revolução, consideram que a corrupção está entranhada nos órgãos de poder e deve ser denunciada.

  • "Está prevista mais uma melhoria do rating para breve"
    2:46
  • Fábrica na Covilhã vai produzir para marcas de luxo
    1:47

    Economia

    A Covilhã foi a cidade portuguesa escolhida para a instalação de uma nova fábrica de produção de peças para marcas de luxo. O Grupo FM Industries Sycrilor vai reforçar o investimento na cidade e será responsável pelo polimento de metais para as marcas Louis Vuitton e Cartier.