sicnot

Perfil

Anselmo Crespo

Choquei de frente com a vaca

Anselmo Crespo

Anselmo Crespo

Editor de Política SIC

Presta um serviço ao Estado e o Estado tem que lhe pagar. Número de contribuinte. Check. Recibo verde. Check. Descontos. Check. Então agora só falta uma declaração de não dívida ao fisco e outra de não dívida à Segurança Social. Como assim? Então, sendo o serviço prestado ao Estado o Estado não consegue, através do meu número de contribuinte, verificar se tenho dívidas? Não. Enquanto não apresentar toda a documentação não recebe. Muito bem, vou tratar.

Portal das Finanças. Rápido, fácil e eficaz. É introduzir a password, pedir a declaração e imprimir. Segurança Social. Se não tem password tem que pedir. Se pedir demora duas a três semanas, quando não um mês, a recebê-la em casa. Não quer esperar tanto tempo? Vá a um balcão da Segurança Social e arrisque a sua sorte.

- Boa tarde, o que deseja?

- Preciso apenas de uma declaração de não divida à Segurança Social, onde me dirijo?

- A lado nenhum. Tem que ir à página de internet da Segurança Social e pedir a declaração lá.

- Já fiz isso, mas como não tinha password tive que a pedir e ela demora quase um mês a chegar. Achei que seria mais rápido vir pessoalmente.

- Não, aqui é pior. Eu até lhe posso dar este formulário, o senhor preenche, mas atenção, não se engane, explique bem para que quer a declaração, meta aqui que dispensa o envio por correio, porque se vier cá levantá-la pessoalmente não tem que ficar dependente dos CTT que às vezes perdem a correspondência. Depois de tudo bem preenchido tem duas hipóteses: ou envia o formulário por email ou vem cá entregá-lo pessoalmente.

- Mas não dá para levar já hoje a declaração?

- Não, isto não é assim. O senhor primeiro tem que pedir a declaração, depois os serviços têm que ir à base de dados procurar o seu histórico, imprimir, mandar para o chefe assinar e ainda tem que ser carimbado. Isto demora pelo menos 10 dias.

- Ah, eu pensei que era só dar o meu número da Segurança Social, o funcionário acedia ao sistema, verificava se eu tinha dívidas, imprimia, assinava, carimbava e já está.

- Não, é muito mais complicado que isso.

- Bom, se é assim, se calhar é mais rápido esperar pela password da internet.

- Sim, sem dúvida é mais rápido. Através da internet o senhor só tem que pedir e imprimir.

- Sendo assim, obrigado. Mas olhe, porque é que não faz o seguinte: aguarde pela password da internet mas, enquanto espera, aconselho-o a fazer na mesma o pedido por escrito aos nossos serviços. É que sabe, às vezes a password é muito rápida a chegar, duas três semanas, outras vezes há problemas de extravio, demora mais. Já tivemos casos em que nunca chegou. Leve na mesma o formulário, preencha e envie para nós. Assim, se não conseguir de uma maneira, consegue da outra.

Sorria. Se não souber mais o que dizer, sorria. Isto se o funcionário for simpático, que era o caso.

- Muito obrigado mais uma vez, vou fazer o que me está a sugerir.

- Passe bem.

Cansado? Baralhado? As duas coisas? É normal. Nada nesta história faz sentido. A começar pelo facto de estarmos em 2016. Milhões de euros investidos na chamada modernização administrativa, milhares de euros investidos em apresentações, sessões públicas e outros show off que os governos gostam tanto de fazer, centenas de discursos cheios de promessas e, para se obter uma simples declaração de não divida, é isto. Pior. O Estado para saber se alguém lhe deve, pede ao cidadão que prove que não deve. Como é que o cidadão faz isso? Pergunta ao Estado.

É preciso ser justo. A modernização administrativa em Portugal deu passos de gigante nos últimos anos. Mas o atraso era tão grande que, por mais simples que fosse a mudança, ela tornar-se-ia sempre enorme. A nossa vida ficou mais simples em muitos aspetos, mas o caminho que há para percorrer é ainda longo. Em muitos aspetos o Estado continua refém de si próprio, incoerente, lento e obsoleto. As vacas em Portugal ainda não ganharam asas e é por isso que os cidadão continua a chocar de frente com elas.

  • Sismo abala centro de Itália

    Mundo

    Um sismo abalou esta manhã o centro de Itália, incluindo a capital, Roma, e outras localidades atingidas por uma série de tremores o ano passado.

    Em desenvolvimento

  • Bebé nasce na Ucrânia com ADN de três pais

    Mundo

    Nasceu a 5 de janeiro, na Ucrânia, uma menina filha de um casal infértil graças à ajuda de uma nova técnica de fertilização in vitro, que conta com a colaboração de uma terceira pessoa. De acordo com o britânico The Times, os médicos utilizaram pela primeira vez um método denominado transferência pronuclear. Esta não é, contudo, a primeira vez que nasce um bebé com ADN de três progenitores.

  • Acordo de concertação social assinado por todos os parceiros

    Economia

    Está assinado o acordo da Concertação Social que estipula a descida da TSU para as empresas como contrapartida do aumento do salário mínimo. Ao contrário do que é habitual, o momento não foi assinalado na sede do Conselho Económico e Social (CES), mas as assinaturas foram divulgadas no Twitter.

  • Oposição diz que défice abaixo dos 2,3% se deve ao aumento de impostos
    2:24

    Economia

    O défice de 2016 vai ficar abaixo dos 2,3%, uma garantia dada pelo primeiro-ministro durante o debate quinzenal desta terça-feira. A oposição diz que o resultado é bom para o país mas que se deve a um aumento de impostos, feito pelo Governo no ano passado, e ao trabalho do PSD e do CDS nos anos anteriores.

  • CIA desvenda segredos de quase 50 anos de História

    Mundo

    A CIA publicou online quase 12 milhões de documentos confidenciais. Basta uma ligação à Internet para navegar por entre 50 anos de relatórios outrora secretos. Entre os milhões de páginas, estão documentos sobre um eventual assassínio de Fidel Castro, detalhes sobre os crimes de guerra nazis, relatórios sobre avistamentos de OVNI e um estudo sobre telepatia denominado "Projeto Star Gate".