sicnot

Perfil

José Gomes Ferreira

"Quem entregar declaração de substituição vai atrasar reembolso"

"Quem entregar declaração de substituição vai atrasar reembolso"

José Gomes Ferreira

José Gomes Ferreira

Diretor-Adjunto de Informação SIC

José Gomes Ferreira comenta a polémica com o Anexo SS na entrega do IRS. Sugere que a "administração dos impostos podia ter posto um alerta automático" e diz que "ficamos sempre sujeitos aos humores de um funcionário".

  • Polémica do Anexo SS atrapalha entrega do IRS
    2:26

    Economia

    Os trabalhadores por conta de outrém e pensionistas que também têm recibos verdes são obrigados, este ano, a preencher o anexo SS juntamente com a declaração de IRS. A Segurança Social só publicou esta informação no site no dia 7 de maio, uma semana depois de ter começado a entrega de IRS, mas garante que nada foi alterado em relação ao ano passado. Agora, estes trabalhadores são obrigados a corrigir a declaração e a fazer um segundo envio para as Finanças.

  • Quem e como entrega o Anexo SS?
    2:13

    Economia

    O Anexo SS está a atrapalhar a entrega do IRS. Vejamos como é que os contribuintes podem resolver este problema e quem é que está obrigado a apresentar nova declaração.

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.