sicnot

Perfil

Luís Marques Mendes

António Costa adoraria ter eleições antecipadas para poder fazer maioria de esquerda

António Costa adoraria ter eleições antecipadas para poder fazer maioria de esquerda

Luís Marques Mendes acredita que António Costa e Catarina Martins "adorariam" ter eleições antecipadas para poderem refazer a maioria de esquerda, com o Bloco no Governo e sem o PCP. O comentador diz que o chumbo comunista ao Orçamento do Estado do próximo ano seria o pretexto ideal para a ruptura. Não acredita, no entanto, que o PCP caia na armadilha e que haja de facto eleições antecipadas. Marques Mendes adianta que o plano de recapitalização da Caixa Geral de Depósitos já está abaixo dos 3 mil milhões de euros. O comentador da SIC revela ainda que a lista de novos administradores já chegou ao Banco Central Europeu, no final da semana passada. No habitual comentário dos domingos, Marques Mendes deixou duras críticas à forma desastrosa como o Governo e a oposição têm gerido o dossiê da banca e pediu a intervenção do Presidente da República, para que chame os partidos à razão, já nas reuniões de amanhã em Belém. António Guterres, Correia de Campos e as homenagens a Cavaco Silva e Mário Soares também foram temas do habitual espaço de comentário de Luís Marques Mendes.

  • Taxa de desemprego abaixo dos 10%

    Economia

    A taxa de desemprego em fevereiro ficou afinal nos 9,9%. O Instituto Nacional de Estatística reviu o indicador em baixa de 0,1 pontos percentuais, esta sexta-feira. É o valor mais baixo desde fevereiro de 2009.

  • Incêndio dominado em Gondomar
    4:25

    País

    Está dominado o incêndio que esta manhã obrigou à evacuação da Escola Secundária de São Pedro da Cova, no concelho de Gondomar. A repórter Susana Bastos esteve no local.

  • "Tanolas" tem cadastro criminal e já foi condenado a pena suspensa
    0:55
  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
    Quadratura do Círculo

    Quadratura do Círculo

    QUINTA-FEIRA 23:00

    Luís Montenegro garante que nunca será candidato à presidência do PSD contra o Passos Coelho. Convidado da Quadratura do Círculo, na SIC Notícias, o líder da bancada dos sociais-democratas acha mesmo que é um exagero dizer-se que Pedro Passos Coelho está politicamente morto.