sicnot

Perfil

Miguel Sousa Tavares

"Isto não serve para nada, vamos andar com uma carta de pontos só para fazer contas"

"Isto não serve para nada, vamos andar com uma carta de pontos só para fazer contas"

A carta de condução por pontos entra em vigor a partir da próxima semana. Os condutores passam a ter uma pontuação que vai aumentando ou diminuindo em função das infrações. Miguel Sousa Tavares diz que esta nova carta não serve para nada e que os condutores "podem perder a carta só por ter contraordenações de estacionamento proibido".

  • "Os estivadores do Porto de Lisboa reclamam um estatuto que não existe na lei"
    2:13

    Miguel Sousa Tavares

    Os estivadores do Porto de Lisboa estão em greve desde 20 de abril, a todo o trabalho suplementar em qualquer navio ou terminal, isto é, recusam trabalhar além do turno, aos fins de semana e feriados. De acordo com o último pré-aviso, a greve vai prolongar-se até 16 de junho. Miguel Sousa Tavares diz que todos os partidos têm medo de enfrentar este assunto e que os estivadores reclam um estatudo que nem existe na lei.

  • "Esta medida não faz nenhum sentido"
    3:18

    Miguel Sousa Tavares

    A lei das 35 horas de trabalho na função pública corre o risco de não entrar em vigor a 1 de julho, tal como prometeu o primeiro-ministro. No parlamento ainda não há consenso e a votação até já foi adiada uma semana. Miguel Sousa Tavares diz que a medida não faz sentido e que vai ter um grande impacto externamente e internamente.

  • Não houve negligência médica no caso do jovem em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • "Nobel é um incentivo para toda uma nação"
    1:19