sicnot

Perfil

País

Miguel Sousa Tavares entrevista Presidente do Brasil, Dilma Rousseff

A recém-eleita Presidente do Brasil vem a Portugal esta terça-feira, dia 29, para assistir ao doutoramento honoris causa de Lula da Silva, pela Universidade de Coimbra. Dilma Rousseff concedeu uma entrevista exclusiva à SIC, no palácio do Planalto em Brasília (capital). É a primeira grande entrevista concedida a um órgão de comunicação social depois de ser eleita. A entrevista foi conduzida por Miguel Sousa Tavares.

A presidência brasileira apresentou uma breve agenda da visita de Dilma Rousseff a Portugal, sublinhando que a deslocação tem um carácter eminentemente político, sem qualquer previsão de assinatura de acordos.



De acordo com o porta-voz da presidência, Dilma Rousseff chega a Lisboa na terça-feira de manhã, seguindo para Coimbra, onde tem prevista uma visita à Universidade.



Na quarta-feira de manhã, ainda em Coimbra, a Presidente do Brasil assiste à cerimónia de concessão do título doutor honoris causa ao antigo chefe de Estado brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva.



Imagem



Durante a tarde, encontra-se em Lisboa com o Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, no Palácio de Belém, e com o primeiro-ministro demissionário José Sócrates, no Palácio de São Bento.



A visita de Dilma Rousseff regressa na quarta-feira ao Brasil, imediatamente a seguir ao jantar em sua honra que Cavaco Silva, lhe oferece o Palácio de Belém.



Com Lusa



Imagem



  • Todos os distritos sob Aviso Amarelo devido ao frio

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera colocou Portugal continental sob Aviso Amarelo na quarta e na quinta-feira. Os termómetros vão estar abaixo de zero em todo o território, à exceção dos distritos de Lisboa, Porto e Faro.

  • Motim em prisão brasileira fez pelo menos 30 mortos
    1:09

    Mundo

    Um novo motim numa prisão brasileira fez pelo menos 30 mortos. A prisão, que é a maior do Estado do Rio Grande do Norte, tem capacidade para 600 reclusos mas acolhe quase o dobro. Após o motim de 14 horas, a polícia já tem o controlo total da prisão.

  • Aqui também se vive
    16:07
  • Austrália condena Japão por caça de baleias no Oceano Antártico

    Mundo

    O Governo da Austrália condenou hoje o Japão por retomar a caça de baleias no Oceano Antártico, após a divulgação de imagens de um cetáceo morto a bordo de um barco japonês que se encontrava em águas protegidas.O ministro do Ambiente, Josh Frydenberg, manifestou "profunda deceção", um dia depois de a organização Sea Shepherd divulgar fotografias e vídeos de uma baleia minke no barco japonês Nisshin Maru.