País

Seguro quer vencer legislativas em 2015 por mérito do partido e não por demérito do Governo

O secretário-geral socialista, António José Seguro,  traçou hoje o objetivo de, em 2015, vencer as legislativas, não por demérito  do Governo de Passos Coelho mas por mérito do PS, acrescentando que "ninguém  está dispensado" da luta autárquica de 2013. 

(Lusa/Arquivo)

(Lusa/Arquivo)

ESTELA SILVA

"Conto com cada uma e com cada um de vós para esta grande tarefa, esta  grande maratona que nos há de conduzir, de novo, ao poder em Portugal, não  para exercermos o poder pelo poder, mas podermos executar, através de uma  alternativa política, uma forma diferente de governar o nosso país", disse  António José Seguro no encerramento do XV congresso distrital do PS/Porto,  no Rivoli, no Porto. 

O secretário-geral do PS foi perentório: "É fundamental que o Partido  Socialista se prepare para esse grande objetivo de 2015 de ganhar as eleições,  não por demérito deste Governo - que já é muito esse demérito -, mas por  mérito nosso, da nossa alternativa, das nossas ideias, da nossa proposta;  é aí que queremos ganhar a confiança e o coração dos portugueses". 

"Ninguém está dispensado dessa batalha e dessa luta [das autárquicas],  porque é uma luta essencialmente local. Podem contar comigo, ao vosso lado,  com a direção nacional do PS para conquistarmos o maior número de câmaras  municipais no distrito do Porto", disse à plateia. 

 

Lusa

  • Ministério Público anulou interrogatório a Manuel Pinho
    3:13

    País

    O antigo ministro Manuel Pinho esteve esta manhã no DCIAP para ser interrogado a propósito das relações que manteve com o Grupo Espírito Santo e a EDP nos anos em que esteve no governo. No entanto a diligência ficou sem efeito a pedido do Ministério Público.

  • Crédito automóvel acelera
    1:05
  • Três feridos dos incêndios de outubro ainda continuam internados
    1:07

    País

    Continuam internadas três vítimas dos incêndios de outubro do ano passado, entre elas uma menor, de 12 anos, no Hospital Pediátrico de Coimbra. Os outros dois feridos estão no Centro de Reabilitação da Tocha. Nove meses depois, as vítimas dos fogos continuam a ser acompanhadas em consultas de cirurgia plástica, fisioterapia e reabilitação e a nível psicológico em centros de saúde e por equipas de saúde mental comunitária.

  • Marcelo confiante na "presidência inspiradora" de Cabo Verde na CPLP
    0:40

    País

    O Presidente da República português mostra-se muito confiante nesta nova fase que se abre à CPLP, com a nova presidência da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) que passa do Brasil para Cabo Verde. À SIC, Marcelo Rebelo de Sousa admitiu que, em Brasília, havia muitas questões pendentes mas agora há "um clima muito positivo entre os membros da CPLP, com maior peso na comunidade mundial".