Última Edição

0
0:08

Última Edição

1
0:36

Nobre dos Santos alerta para problemas na reposição das 35 horas em alguns Ministérios

2
0:57

Carlos Costa admite novos despedimentos no Novo Banco

3
1:52

Presidente do Parlamento Europeu defende Vítor Constâncio

4
0:57

Costa reúne-se com delegação de professores para discutir ensino privado

5
1:01

Ministro garante cumprir compromissos assumidos pelo anterior Governo

6
3:19

Colégios privados queixam-se que Governo está a quebrar contrato

7
2:33

PSD e CDS acusam Governo de pôr em causa postos de trabalho

8
1:07

Barroso faz balanço de mais de 30 anos de carreira no adeus à vida política

9
2:03

Estivadores mantêm greve porque consideram que nada mudou

10
0:33

Taxistas criam grupo de trabalho para lidar com concorrência da Uber

11
0:40

Medidas de coação da Operação Matrioskas devem ser conhecidas amanhã

12
0:53

Fim de semana com chuva, trovoada e vento forte em todo o país

13
1:53

Fogo na província de Alberta fora de controlo desde domingo

14
0:45

Campos de refugiados bombardeados junto à fronteira da Síria com a Turquia

22:38 05.02.2014

Instituto do Mar e da Atmosfera emite novo aviso de mau tempo no continente

LUSA (Lusa/ Arquivo)

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera  (IPMA) emitiu hoje um novo aviso para o mau tempo até domingo em Portugal  continental, prevendo forte agitação marítima, vento, chuva e queda de neve  nas regiões centro e norte.  

Segundo um comunicado hoje divulgado pelo IPMA, estas condições meteorológicas  decorrem de uma forte corrente de oeste no Atlântico norte e da passagem  frequente de ondulações frontais de forte atividade pelo território do continente.

As previsões apontam para "precipitação generalizada a todo o território  do continente, persistente, com períodos de maior intensidade e com queda  de neve nas regiões do norte e centro, e que, na quinta-feira, chegará a  cotas de 600 a 800 metros". 

O vento predominará de sudoeste ou oeste moderado ou forte, com rajadas  que, nos períodos de maior intensidade, até 95 quilómetros por hora (km/h)  no litoral e até 120 km/h nas terras altas. 

A altura significativa das ondas na costa ocidental irá variar entre  cinco e sete metros podendo atingir alturas máximas entre oito e dez metros

"O IPMA irá manter a vigilância meteorológica, atualizando as previsões  sempre que se justifique, recomendando que se dê a devida atenção aos avisos  meteorológicos e que se sigam as orientações dos serviços de Proteção Civil",  informa o comunicado 

Para hoje, a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) alertou para  o risco de cheias nas bacias dos rios Lima, Cávado, Tâmega, Vouga, Mondego  e Tejo. 

De acordo com um comunicado hoje divulgado pela ANPC, as bacias dos  rios Lima, Cávado, Tâmega, Vouga, Mondego e Tejo estão "suscetíveis à ocorrência  de cheias, nas zonas historicamente vulneráveis". 

Tendo em conta as previsões meteorológicas, a ANPC alerta, entre outras  situações, para a "possibilidade de cheias rápidas em meio urbano, por acumulação  de águas pluviais ou insuficiências dos sistemas de drenagem", para "possíveis  acidentes na orla costeira", "intoxicações por inalação de gases, por inadequada  ventilação em habitações onde se utilizem aquecimentos com lareiras e braseiras".

A ANPC recomenda "a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas  pluviais e retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados  ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas", que os automobilistas  pratiquem uma "condução defensiva" e que se evite "atravessar zonas inundadas,  de modo a precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos no  pavimento ou caixas de esgoto abertas". 

Todos os distritos do continente estão sob aviso laranja do IPMA, o  segundo mais grave de uma escala de quatro, devido à agitação marítima até  às 06:00 de sexta-feira. 

O aviso laranja, que representa uma situação meteorológica de risco  moderado a elevado, está também em vigor nas ilhas do grupo oriental por  causa do vento até às 06:00 de quinta-feira. 

Todo o resto do território continental e ilhas encontram-se hoje sob  aviso amarelo, o terceiro mais grave da escala, devido à agitação marítima,  vento, chuva ou queda de neve. 

O aviso amarelo implica uma situação de risco para certas atividades  dependentes da atividade meteorológica. 

Lusa

Comentários

ATENÇÃO:ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.
Publicidade

Agora

Inquérito

Facebook

Mais Populares

Comentários

Publicidade

Agora

Inquérito

Facebook

Mais Populares

País

Publicidade

Agora

Inquérito

Facebook

Mais Populares

CT: NEWS
X

Sabia que o seu Internet Explorer está desatualizado?

Para usufruir da melhor experiência de navegação na nossa página web recomendamos que atualize para uma nova versão. Por favor faça a atualização aqui .