sicnot

Perfil

País

Armazenamento de água subiu em dez bacias hidrográficas em fevereiro

O volume de água armazenada em fevereiro nas bacias hidrográficas de Portugal continental registou um aumento em dez delas, descendo em apenas uma bacia, comparativamente ao mês anterior, segundo o Sistema Nacional de Informação de Recursos Hídricos (SNIRH).

(Lusa/Arquivo)

(Lusa/Arquivo)

NUNO VEIGA

De acordo com o boletim de armazenamento de albufeiras do SNIRH na Internet, no último dia do mês de fevereiro, e relativamente ao mesmo período do mês anterior, verificou-se uma subida no volume de armazenado em dez bacias hidrográficas monitorizadas e uma descida em uma.

 

Das 58 albufeiras monitorizadas, 29 apresentam disponibilidades hídricas superiores a 80% do volume total e não existem albufeiras com disponibilidade inferior a 40% do volume total.

 

Os níveis mais elevados de armazenamento de água em fevereiro de 2015 ocorreram nas bacias do Barlavento (99,5%), do Oeste (94,0%), de Mira (88%), do Guadiana (87,5%), do Tejo (80,4%), do Mondego (77,2%), do Arade (75,3%), do Cávado (72,0%), do Douro (67,1%), do Sado (66,3%) e do Lima (66,3%) e no Ave (63,9%).

 

O SNIRH indica que os armazenamentos de fevereiro de 2015, por bacia hidrográfica, apresentam-se superiores às médias dos valores do esmo mês nos períodos de 1990/91 a 2013/14), exceto para as bacias Cávado/Ribeiras Costeiras, Ave e Douro.


Lusa

  • Tragédia de Vila Nova da Rainha foi há uma semana
    7:18
  • Escutas da Operação Marquês "não podem servir de prova"
    1:36

    Operação Marquês

    As defesas de José Sócrates e de Ricardo Salgado queixam-se que as escutas do processo Marquês estão infetadas por um vírus informático. Os advogados dizem que tal como estão as escutas não podem servir de prova. No entanto, o Ministério Público diz que estão reunidas as condições para começar a contar o prazo para a abertura de instrução.

    Luís Garriapa

  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Admirável mundo novo
    16:17