sicnot

Perfil

País

GNR detetou este fim de semana 120 condutores com taxa de álcool que corresponde a crime

A GNR detetou este fim de semana 344 pessoas a conduzir sob efeito do álcool durante a operação denominada "Baco", 120 das quais com níveis superiores a 1,2 gramas por litro, o que corresponde a uma taxa crime. 

De acordo com fonte da GNR, foram fiscalizados 5.814 condutores, dos quais 5.076 fizeram o teste do balão, sendo que, destes, 344 estavam a conduzir alcoolizados, 224 com uma taxa inferior a 1,2 (contra-ordenação) e 120 já com uma percentagem que configurava crime.

A mesma fonte da Guarda Nacional Republicana adiantou à Lusa que, para a operação "Baco", estiveram mobilizados 1.244 militares das Unidade de Intervenção, Unidade Nacional de Trânsito e dos comandos territoriais, que realizaram 594 ações de fiscalização.

Foram ainda encontrados 13 condutores sem carta e entre as 847 contra-ordenações detetadas, as mais relevantes foram 44 por falta de inspeção automóvel, 51 por ausência de cintos de segurança ou sistemas de retenção automóvel (cadeiras para crianças), 15 por falta de seguro automóvel e 15 por uso de telemóvel.

A GNR refere que este ano fiscalizou 192.444 condutores, dos quais 4.107 conduziam com taxa de álcool no sangue (TAS) superior ao permitido por lei, e 1.636 foram detidos por conduzirem com taxa crime (igual ou superior a 1,20 gramas por litro). 


Lusa
  • Polémica "Supernanny" em debate hoje na SIC
    2:25
  • Centeno aponta para a reforma e expansão do euro
    0:32

    Economia

    O ministro das Finanças português participa hoje na primeira reunião enquanto presidente do Eurogrupo. À entrada para o encontro dos ministros das Finanças da moeda única, Mário Centeno apontou a reforma do Euro como um dos principais desafios do mandato que agora inicia. 

  • Puigdemont chegou à Dinamarca e não foi detido

    Mundo

    A Justiça espanhola pediu à Dinamarca para ativar a ordem de detenção europeia contra Carles Puigdemont, que ignorou as ameaças de detenção e decidiu deslocar-se a Copenhaga para participar numa conferência. Entretanto na Catalunha, o presidente do parlamento propôs Puigdemont para voltar a dirigir o Governo Regional.

  • Eleição de Rio "embaraça" PCP e BE
    0:34

    Opinião

    Luís Marques Mendes considera que a eleição de Rui Rio veio criar embaraço ao PCP e Bloco de Esquerda. O comentador da SIC considera que a promessa de que venha a haver pactos de regime entre PS e PSD é motivo de preocupação para os parceiros do Governo.

    Luís Marques Mendes

  • O caso Assange é "um problema" para o Equador

    Mundo

    O Presidente equatoriano, Lenin Moreno, declarou no domingo que o asilo atribuído ao fundador do WikiLeaks, Julian Assange, pela embaixada do Equador em Londres desde 2012 é "um problema herdado" que constitui "mais que um aborrecimento".