sicnot

Perfil

País

Julgamento do caso das Secretas adiado para 16 de Abril

O julgamento do "caso das Secretas", que tem o antigo director do Serviço de Informações Estratégicas de Defesa (SIED) Jorge Silva Carvalho como um dos arguidos, foi adiado de 09 para 16 de abril, disse hoje fonte ligada ao processo.

O julgamento tem como principal arguido o ex-espião Jorge Silva Carvalho

O julgamento tem como principal arguido o ex-espião Jorge Silva Carvalho

LUSA/ ARQUIVO

egundo a mesma fonte, o julgamento foi adiado devido à distribuição ao mesmo coletivo de juízes de um outro processo considerado urgente, por ter arguido preso.

O caso das Secretas teve origem em suspeitas de acesso ilegal à facturação detalhada do telefone do jornalista Nuno Simas (à data dos factos pertencia aos quadros do jornal Público).

Além de Jorge Silva Carvalho, o Ministério Público (MP) acusou o presidente da Ongoing, Nuno Vasconcellos, e um funcionário do SIED, João Luís, por violação do segredo de Estado, corrupção e abuso de poder.

Após pronunciar (levar a julgamento) estes três arguidos pelos crimes de que vinham acusados, a juíza de instrução criminal decidiu também levar a julgamento um agente do Serviço de Informações de Segurança (SIS), Nuno Dias, e a sua companheira (ex-funcionária da Optimus) por acesso ilegal de dados, acesso ilegal agravado e violação do segredo profissional.

No processo, o MP sustenta que Nuno Vasconcellos decidiu contratar Jorge Silva Carvalho para os quadros da Ongoing, para que este último obtivesse informação relevante para o grupo através das secretas.

Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".