sicnot

Perfil

País

TAP deixa de voar para Faial e Pico e SATA reforça operação nas duas ilhas

A TAP vai deixar de voar para o Faial e o Pico, nos Açores, a partir do final do mês, ligações que passarão a ser asseguradas pela SATA, garantiu à Lusa o secretário de Estado dos Transportes. 

(Reuters/Arquivo)

Em declarações à Lusa, Sérgio Monteiro adiantou que a TAP e a SATA fizeram um acordo comercial que prevê que "a oferta que a população anteriormente tinha ou se mantenha ou seja reforçada", a partir de 29 de março. 

Assim, a operação para o Pico, abrangida por obrigações de serviço público, que era de um voo semanal, passa a "dois ou mais voos por semana assegurados pela SATA", enquanto, no caso da Horta (Faial), "havia quatro voos assegurados pela TAP e passa a haver cinco ou mais assegurados pela SATA", explicou. 

O governante disse que "a SATA e a TAP olharam para os meios que tinham disponíveis face ao crescimento que a TAP tem tido em outras rotas e assumiram o compromisso de fazer uma otimização de meios aéreos, o que não tem nenhum impacto para as populações, porque o preço das ligações para os residentes e estudantes está fixado por lei". 

Após o final do mês, duas rotas entre os Açores e o continente serão liberalizadas (voos de e para São Miguel e Terceira), mas outras três mantêm obrigações de serviço público (Faial, Pico e Santa Maria).

Contactada pela Lusa, fonte oficial da transportadora aérea disse na terça-feira que a administração da empresa "tem estado em contacto com as autoridades regionais e locais, mantendo-as a par de como se perspetiva a operação" da companhia "para os Açores no âmbito das novas obrigações de serviço público" e que, "logo que fique absolutamente definido o desenho global de toda a operação, a TAP informará o público".

Quanto a Santa Maria, a TAP já não voa para a ilha há vários anos, sendo a SATA que transporta, em regime de 'code-share' (partilha de voos) os passageiros da companhia aérea nacional.

No início de janeiro, o presidente do Conselho de Administração da SATA, Luís Parreirão, afirmou que, se houver um "eventual desinvestimento" da TAP nos Açores, a companhia aérea açoriana tem "capacidade de resposta" para compensar.

Atualmente, só a SATA e a TAP voam para os Açores.

As 'low cost' Ryanair e easyJet começam a voar para São Miguel, uma das rotas liberalizadas, a partir de abril.



Lusa
  • Famílias das vítimas de Pedrógão criam associação para apurar responsabilidades
    2:13
  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15