sicnot

Perfil

País

Pentágono organiza reunião sobre base das Lajes

O Pentágono organiza, esta sexta-feira, uma reunião com funcionários do Congresso dos Estados Unidos ligados à questão da Base das Lajes, nos Açores, segundo fonte da Câmara dos Representantes norte-americana.

(AP/ Arquivo)

(AP/ Arquivo)

LIONEL CIRONNEAU / AP

"Não sabemos se vai haver nova informação. [O Pentágono] quer discutir os resultados da reunião de Lisboa e o que podem significar para as Lajes", disse fonte da Câmara dos Representantes à Lusa.

A fonte refere-se à reunião da comissão bilateral permanente Portugal/Estados Unidos, que aconteceu no início de fevereiro em Lisboa.

Segundo o Governo Regional dos Açores, a reunião resultou em orientações para se intensificarem os contatos entre Portugal e EUA, ao nível das comissões técnica e laboral, e de altos responsáveis de ambos os governos.

A próxima reunião desta comissão acontecerá entre maio e junho e terá lugar em Washington, segundo o ministério dos Negócios Estrangeiros.

A 08 de janeiro, o secretário da Defesa dos Estados Unidos, Chuck Hagel, anunciou a redução de 500 efetivos da base aérea portuguesa nas Lajes. No mesmo dia, o embaixador norte-americano em Lisboa, Robert Sherman, explicou que o objetivo é reduzir gradualmente os trabalhadores portugueses de 900 para 400 pessoas ao longo deste ano e os civis e militares norte-americanos passarão de 650 para 165.

Na altura, os congressistas do Portuguese Caucus, o grupo que defende os interesses de Portugal na Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, garantiram que iam continuar a lutar pela manutenção da presença americana na Base das Lajes.

"Os congressistas e senadores continuam a explorar uma variedade de opções para manter as Lajes operacional e com todos os seus funcionários", indicou à Lusa a fonte da Câmara dos Representantes.


Lusa
  • Celebridades protestam contra Donald Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Encontrados dez sobreviventes no hotel engolido por um avalanche em Itália
    1:44
  • Videoclipe mostra mulheres a fazer tudo o que é proibido na Arábia Saudita
    1:55

    Mundo

    Um grupo de mulheres canta, dança e faz outras coisas proibidas na Arábia Saudita como forma de protesto. O vídeo é uma crítica social à forma como as mulheres islâmicas são tratadas pelos maridos. Na letra constam frases como "Faz com que os homens desapareçam da terra" e "Eles provocam-nos doenças psicológicas". A ideia partiu de um homem, Majed al-Esa e já conta com 5 milhões de visualizações.

    Patrícia Almeida