sicnot

Perfil

País

Pentágono organiza reunião sobre base das Lajes

O Pentágono organiza, esta sexta-feira, uma reunião com funcionários do Congresso dos Estados Unidos ligados à questão da Base das Lajes, nos Açores, segundo fonte da Câmara dos Representantes norte-americana.

(AP/ Arquivo)

(AP/ Arquivo)

LIONEL CIRONNEAU / AP

"Não sabemos se vai haver nova informação. [O Pentágono] quer discutir os resultados da reunião de Lisboa e o que podem significar para as Lajes", disse fonte da Câmara dos Representantes à Lusa.

A fonte refere-se à reunião da comissão bilateral permanente Portugal/Estados Unidos, que aconteceu no início de fevereiro em Lisboa.

Segundo o Governo Regional dos Açores, a reunião resultou em orientações para se intensificarem os contatos entre Portugal e EUA, ao nível das comissões técnica e laboral, e de altos responsáveis de ambos os governos.

A próxima reunião desta comissão acontecerá entre maio e junho e terá lugar em Washington, segundo o ministério dos Negócios Estrangeiros.

A 08 de janeiro, o secretário da Defesa dos Estados Unidos, Chuck Hagel, anunciou a redução de 500 efetivos da base aérea portuguesa nas Lajes. No mesmo dia, o embaixador norte-americano em Lisboa, Robert Sherman, explicou que o objetivo é reduzir gradualmente os trabalhadores portugueses de 900 para 400 pessoas ao longo deste ano e os civis e militares norte-americanos passarão de 650 para 165.

Na altura, os congressistas do Portuguese Caucus, o grupo que defende os interesses de Portugal na Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, garantiram que iam continuar a lutar pela manutenção da presença americana na Base das Lajes.

"Os congressistas e senadores continuam a explorar uma variedade de opções para manter as Lajes operacional e com todos os seus funcionários", indicou à Lusa a fonte da Câmara dos Representantes.


Lusa
  • "Não podemos fazer de Lisboa uma cidade para turistas"
    2:44

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite da SIC, o mandato de Fernando Medina na Câmara de Lisboa. O comentador da SIC defendeu que o autarca tem "muitos problemas por resolver" e que a Câmara tem investido "mais na recuperação de zonas em que os lisboetas praticamente não conseguem ir". Sousa Tavares disse ainda que Lisboa não pode ser uma cidade para turistas.

    Miguel Sousa Tavares

  • "Putin é uma ameaça maior do que o Daesh"
    0:24

    Mundo

    O senador norte-americano John McCain atacou Vladimir Putin dizendo que é uma ameaça maior do que o Daesh. O antigo candidato à Casa Branca acusa a Rússia de querer destruir a democracia ao tentar manipular o resultado das presidenciais dos Estados Unidos.

  • "É muito importante ceder à tentação de se abolir a liberdade"
    1:06