sicnot

Perfil

País

Retomado amanhã o interrogatório aos detidos por suspeitas de fraude na Segurança Social

As medidas de coacção aplicadas aos cinco detidos por suspeitas de corrupção e falsificação de documentos na Segurança Social deverão ser conhecidas esta sexta-feira. 

(Arquivo)

(Arquivo)

Dois dos detidos são responsáveis pela Segurança Social de Lisboa e há ainda um advogado e dois técnicos oficiais de contas.

Os cinco são suspeitos de fazerem parte de um esquema fraudulento, para ocultar dívidas de empresas à Segurança Social. Foram presentes a um juiz esta quinta-feira, mas o interrogatório foi interrompido. Regressam esta sexta-feira para conhecer as medidas de coação.

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • Santana Lopes rejeita responsabilidades nas falhas do SIRESP
    1:21

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Sobre o relatório do SIRESP, António Vitorino diz que há neste momento um passa culpas entre entidades que só vai contribuir para aumentar o receio das populações perante os incêndios. Pedro Santana Lopes, que era primeiro-ministro quando foi assinado o contrato da rede de comunicações, diz que não sente responsabilidades e defende que o importante é perceber o que há de errado com o SIRESP.

  • Chef russo aconselha bife tártaro aos jogadores portugueses
    1:29