sicnot

Perfil

País

Ministério quer dispensar do trabalho noturno polícias com mais de 58 anos

O Ministério da Administração Interna (MAI) quer dispensar do trabalho noturno os polícias com mais de 58 anos e criar dois novos postos na carreira de agentes e chefes da PSP.

A questão da pré-reforma merece críticas por parte dos sindicatos, que querem ver reduzido o tempo para efetuar o pedido e não percebem a dispensa do trabalho noturno a partir dos 58 anos. (Arquivo)

A questão da pré-reforma merece críticas por parte dos sindicatos, que querem ver reduzido o tempo para efetuar o pedido e não percebem a dispensa do trabalho noturno a partir dos 58 anos. (Arquivo)

© Rafael Marchante / Reuters

Estas são duas das medidas que constam da proposta de alteração ao estatuto profissional da Polícia de Segurança Pública que hoje a ministra da Administração Interna, Anabela Rodrigues, apresentou aos sindicatos da PSP.

Segundo os sindicatos da PSP, Anabela Rodrigues apresentou, de "forma superficial", o documento, que agora vai ser analisado pelas estruturas sindicais para ser negociado com a tutela.

Durante a reunião, a ministra deu conta às estruturas sindicais da intenção de criar os postos de agente-coordenador e chefe-coordenador, e de dispensar do trabalho noturno os polícias com mais de 58 anos, mantendo o pedido de passagem à pré-aposentação os 55 anos de idade ou 36 anos de serviço.

A questão da pré-reforma merece críticas por parte dos sindicatos, que querem ver reduzido o tempo para efetuar o pedido e não percebem a dispensa do trabalho noturno a partir dos 58 anos.

"A partir dos 50 anos, numa profissão de desgaste rápido, não faz qualquer sentido fazer trabalho por turnos", disse à agência Lusa o presidente do Sindicato Nacional de Polícia (SINAPOL), Armando Ferreira.

Já o presidente do Sindicato Nacional dos Oficiais de Polícia (SNOP), Henrique Figueiredo, afirmou à Lusa que a dispensa do trabalho noturno vai criar problemas na gestão de recursos humanos, nomeadamente nos comandos onde o efetivo é mais envelhecido.

"A proposta de estatuto é muito má a todos os níveis", adiantou o presidente do sindicato que representa a maioria dos oficiais que comanda a PSP, referindo-se à progressão na carreira, férias, folgas e à manutenção das 40 horas de trabalho semanal.

Para Henrique Figueiredo, os polícias não veem na proposta apresentada a exceção à Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas, continuando a ser tratados como funcionários públicos.

Também o presidente do SINAPOL afirmou que o estatuto apresentado "não é melhor do que o anterior", considerando que "até há uma retirada de direitos".

Armando Ferreira acrescentou que os polícias vão ver reduzidos em cinco dias as férias e vão ter um novo regime de avaliação.

Por sua vez, o presidente da Associação Sindical dos Profissionais de Polícia (ASPP/PSP), Paulo Rodrigues, disse à Lusa que a proposta "não vai ao encontro das expectativas" dos polícias, esperando que exista "uma grande abertura e margem negocial" do MAI para alterar alguns pontos.

Paulo Rodrigues afirmou ainda que os suplementos remuneratórios e o reconhecimento da profissão de polícia de risco e de desgaste rápido não estão incluídos no estatuto, tendo a ministra avançado que estas questões vão ser alvo de um diploma próprio.

A proposta de estatuto vai ser agora discutida individualmente com os 14 sindicatos da PSP, em reuniões a partir de 20 de março.

Lusa
  • Quem deve ser o próximo treinador do FC Porto?

    Desporto

    Nuno Espírito Santo já não é treinador do FC Porto. O técnico e o clube chegaram a acordo mútuo para a rescisão do contrato, que o ligava por mais uma temporada aos dragões. Nuno Pinto da Costa tem agora que encontrar um novo treinador para orientar dos "dragões". Os nomes em cima da mesa são vários. Diga-nos quem deve ser o novo treinador do FC Porto.

  • Os treinadores do FC Porto desde o último título 

    Desporto

    Nunca o FC Porto esteve quatro anos consecutivos sem ganhar um título durante a presidência de Nuno Pinto da Costa. A ausência de vitórias teve início na época de 2013/14, quando começou uma autêntica dança de treinadores.

  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.

  • "Michel Temer nunca teve vergonha, não tem cara de pessoa de bem"
    3:04

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite  da SIC, o escândalo com o Presidente do Brasil, Michael Temer. O comentador diz que já era previsível que Temer fosse apanhado com "o pé na poça" e afirma que o Presidente brasileiro nunca teve qualquer tipo de vergonha. Miguel Sousa Tavares fez ainda referência ao facto de Dilma Rousseff ser, entre todos os políticos brasileiros, a única que não tem processos contra ela.

    Miguel Sousa Tavares

  • Divulgado vídeo dos bambardeamentos contra o Daesh no Iraque
    0:42
  • Leão-marinho arrasta criança de doca em Vancouver
    0:51

    Mundo

    O momento em que um leão-marinho arrasta uma menina para a água foi gravado e publicado na internet. Sem nada que fizesse prever, o animal puxou a criança que estava sentada numa doca em Vancouver, no Canadá. A criança foi resgatada de imediato por um familiar e apesar do susto não sofreu ferimentos. O momento de aflição foi testemunhado por vários turistas.