sicnot

Perfil

País

Paulo Pereira Cristóvão conhece hoje medidas de coação

Só hoje é que vão ser conhecidas as medidas de coação para Paulo Pereira Cristovão, O ex-vice presidente do Sporting e ex-inspector da Polícia Judiciária esteve ontem a ser ouvido no Tribunal Central de Instrução Criminal.

(Arquivo)

(Arquivo)

Lusa

Pereira Cristóvão foi detido por suspeitas de associação criminosa, sequestro e roubo.

Também outros dois arguidos, entre os quais Mustafá, um dos líderes da Juve Leo, a claque do Sporting, foram inquiridos pelo juiz Carlos Alexandre. 

As medidas de coacção, que vão ser conhecidas hoje de manhã, podem passar pelo termo de identidade e residência ou, no pior dos casos, pela prisão preventiva. 

  • Ex-dirigente do Sporting detido pela unidade da PJ onde chegou a trabalhar
    2:25

    País

    Não é a primeira vez que Paulo Pereira Cristóvão responde perante a Justiça. Inspetor da Polícia Judiciária (PJ) durante mais de dez anos, escreveu livros, foi comentador televisivo e acabou por ser eleito vice-presidente do Sporting. Abandonou o clube de Alvalade em 2012, suspeito de criar uma armadilha a um árbitro de futebol. Agora, Paulo Pereira Cristóvão foi detido pela unidade da PJ onde chegou a trabalhar.

  • Pereira Cristóvão e outros 2 arguidos ouvidos pelo juiz Carlos Alexandre

    País

    Paulo Pereira Cristóvão está a ser ouvido por um juiz, no Palácio da Justiça, em Lisboa. O ex-vice presidente do Sporting e ex-inspetor da Polícia Judiciária está a ser interrogado pelo juiz Carlos Alexandre, no Tribunal Central de Instrução Criminal. Para além de Pereira Cristóvão, foram detidos um fotógrafo e um dos líderes da Juve Leo, a claque sportinguista. Os dois foram ouvidos durante a amanhã de hoje. Os três arguidos devem conhecer ao final da tarde as medidas de coação que lhes vão ser aplicadas. Paulo Pereira Cristóvão foi detido por indícios de associação criminosa e sequestro. É suspeito de escolher as vítimas dos assaltos depois concretizados por um grupo.

  • PSD e CDS assinalam 36º aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro
    1:38

    País

    O presidente do PSD deixou críticas ao Partido Comunista, este domingo, a propósito do aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro. Pedro Passos Coelho lembrou os festejos dos comunistas na altura, numa resposta a quem questionou a abstenção dos sociais-democratas ao voto de pesar a Fidel Castro, que o PCP levou ao Parlamento. Este domingo, tanto o PSD como o CDS-PP prestaram homenagem a Sá Carneiro e Adelino Amaro da Costa.