sicnot

Perfil

País

Acesso à internet fixa cresceu 10,4% em 2014

O número de acessos à internet fixa cresceu 10,4% no ano passado, o maior aumento desde 2005, e atingiu em dezembro os 2,83 milhões de acessos, adiantou a Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM).

reuters

Em comunicado, o regulador divulgou hoje que a fibra ótica deu o maior contributo para o crescimento do número de acessos, tendo aumentado 36% em 2014 e 8% no último trimestre do ano, alcançando 622 mil clientes, e revelou que, em termos absolutos, o crescimento do número de acessos FTTH/FTTB (acessos em fibra ótica) no 4.º trimestre foi o maior de sempre (mais 45 mil). 

Apesar disso, acrescenta, a principal tecnologia de acesso à Internet em banda larga fixa "continua a ser o ADSL", representando 38,5% do total, seguindo-se o modem cabo, com 35,6%, e a Internet sobre fibra ótica, com 22%. 

Por sua vez, o segundo maior contributo para o aumento do número de acesso foi dado pelo acesso através de LTE (Long Term Evolution) em local fixo, que cresceu 26,1% face ao trimestre anterior.

No ano passado, as quotas de acessos fixos do Grupo PT, do Grupo NOS e da Cabovisão situaram-se nos 48,5%, 35% e 5,3%, respetivamente (redução de dois pontos percentuais, 1,2 pontos percentuais e 0,8 pontos percentuais, respetivamente). 

A Anacom refere que "a Vodafone foi o único prestador a aumentar a sua quota, que atingiu 10,6% em dezembro, mais 4,1 pontos percentuais do que no período homólogo" e diz que "o Grupo Altice tinha 5,5% dos acessos, registando uma quebra de 0,8 pontos percentuais em 2014".

Quanto ao tráfego, a MEO tem uma quota de 43%, seguida da NOS, com 41,9%, e da Vodafone, 8,8%. O grupo Altice é responsável por 5,2% do tráfego de banda larga fixa.

Por outro lado, o número de utilizadores que efetivamente utilizaram o serviço de banda larga móvel foi de 4,8 milhões, mais 6,8% face ao trimestre anterior e mais 23,3% em termos homólogos. 

"A evolução da banda larga móvel tem sido impulsionada, sobretudo, pelo aumento do número de utilizadores de 'smartphones', que neste trimestre já representam 52,4% do total de utilizadores de telemóvel, o que representa um crescimento de 9,6 pontos percentuais face ao trimestre homólogo.

A quota de clientes ativos de banda larga móvel da MEO é de 47,4%, seguindo-se a Vodafone e a NOS, com 26,5% e 25,9%, respetivamente. 

O Grupo NOS aumentou em termos homólogos a sua quota em quatro pontos percentuais, a MEO em dois pontos percentuais, enquanto a Vodafone registou uma quebra homóloga de 6,1 pontos percentuais.

Considerando o tráfego de banda larga móvel, a NOS tem uma quota de 43,8%, seguindo-se a MEO, com 29,8%, e a Vodafone, com 26,4%.

As receitas provenientes do serviço de acesso fixo à Internet 'stand-alone' e de pacotes de serviços que incluem este serviço totalizaram cerca de 1.194 milhões de euros em 2014, mais 14,5% do que no ano anterior. 

No que se refere às receitas do serviço de acesso à Internet móvel, atingiram 303,4 milhões em 2014, valor que traduz uma quebra homóloga de 12,4%. 



Lusa
  • As vantagens de comprar online
    8:03
  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Filho de Trump critica mayor de Londres por palavras de 2016

    Ataque em Londres

    Donald Trump Júnior criticou o presidente da Câmara de Londres logo a seguir ao ataque de quarta-feira que fez três mortos e mais de 40 feridos. O filho de Presidente publicou no Twitter uma reação a uma declaração de Sadiq Khan de setembro de 2016. Para o Presidente dos EUA, o ataque em Londres é "uma grande notícia".

  • Marcelo reuniu-se com líderes europeus para falar do futuro da UE
    2:31

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa esteve esta quarta-feira em Bruxelas e participou numa homenagem às vítimas do atentado em Bruxelas, onde colocou uma coroa de flores junto ao monumento.O Presidente da República esteve também reunido com os líderes das principais instituições europeias para falar sobre o futuro da UE.