sicnot

Perfil

País

Pena suspensa e prisão ao fim de semana para suspeitos perseguidos por polícias em Loures

O Tribunal de Loures condenou hoje um dos jovens perseguidos por polícias que foram colhidos por um comboio a sete meses de pena suspensa e outro a nove meses de prisão a cumprir aos fins de semana.

Arquivo

Arquivo

Lusa

Os dois jovens 17 e 19 anos, que não estiveram presentes na sessão e foram condenados por tentativa de furto, foram detidos há duas semanas no concelho de Loures, após uma perseguição policial em que morreram dois agentes da PSP.

Os jovens, já com antecedentes criminais, começaram a ser julgados em processo sumário no dia 26 de fevereiro pelos crimes de furto qualificado na forma tentada a uma residência na freguesia da Bobadela, Loures, e um deles pela posse de arma proibida.

O tribunal deu como provado que os dois homens, juntamente com um terceiro que ainda não foi detido, tentaram assaltar uma residência e encetaram uma fuga quando avistaram agentes da PSP, mas decidiu "atenuar a pena a aplicar devido à idade dos arguidos".

Ao jovem de 17 anos o tribunal aplicou uma pena de nove meses de prisão por dias livres, cumpridos por 54 períodos de 36 horas, aos fins de semana.

 A pena de prisão por dias livres consiste numa privação da liberdade por períodos correspondentes a fins de semana, não podendo exceder 72 períodos, e pode aplicar-se apenas em penas não superiores a um ano.

Por seu turno, o jovem de 19 anos foi condenado a sete meses de pena suspensa, ao pagamento de 1.000 euros de multa, pelo crime de arma proibida, e a uma indemnização de 150 euros ao proprietário da residência que sofreu uma tentativa de assalto.

No final da sessão, em declarações aos jornalistas, os advogados dos dois jovens disseram que ainda iriam rever e analisar as provas antes de decidir se vão ou não recorrer da sentença.

No dia 25 de fevereiro, os dois detidos foram intercetados num canavial perto da estação ferroviária, depois da tentativa de assalto.

Os dois agentes da PSP que morreram, de 23 e 26 anos, pertenciam à esquadra de São João da Talha e foram colhidos por um comboio entre a Bobadela e Sacavém.


Lusa
  • O resgate dos passageiros do naufrágio em Cascais
    1:48
  • É importante que "as pessoas não tenham medo" de denunciar o tráfico humano
    0:48

    País

    Manuel Albano, relator nacional para o tráfico de pessoas, concorda com a ideia de que é necessário continuar a investir na inspeção e na fiscalização para travar o tráfico de seres humanos, mas rejeita a denúncia do sindicato dos trabalhadores do SEF, que esta quinta-feira alertou para a "falta de controlo".

  • Trocar a economia pela dança
    7:21
  • Salas de consumo assistido previstas na lei há 17 anos
    3:01
  • O que faz um guaxinim às duas da manhã num quartel de bombeiros?

    Mundo

    Os animais são muitas vezes os protagonistas de histórias incríveis ou até insólitas. Desde o cão mais pequeno ao urso mais assustador. Desta vez, o principal interveniente é um guaxinim, que foi levado até um quartel de bombeiros por uma dona muito preocupada. Porquê? O animal estava sob o efeito de drogas.

    SIC

  • "Por vezes até as princesas da Disney ficam apavoradas"

    Mundo

    A atriz norte-americana Patti Murin foi esta semana elogiada nas redes sociais por se preocupar com a sua saúde mental e não ter problemas em falar sobre o assunto. A artista faltou a um espetáculo da Disney, onde ia atuar, devido a um ataque de ansiedade.

    SIC

  • Presidente do Uganda quer proibir sexo oral

    Mundo

    O Presidente do Uganda emitiu um aviso público durante um conferência de imprensa anunciando que vai banir a prática de sexo oral no país. Yoweri Museveni justifica o ato, explicando que "a boca serve para comer".

    SIC