sicnot

Perfil

País

Rui Machete diz que Cavaco fez bem em sublinhar importância da política externa

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete, considerou hoje que o Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, fez bem em sublinhar a importância da política externa para o exercício das funções presidenciais.

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete.

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete.

© Ray Stubblebine / Reuters

Excluindo-se do círculo de possíveis candidatos às presidenciais de 2016, Rui Machete assumiu esta posição no final de um encontro com o seu homólogo argelino, Ramtane Lamamra, em Argel, depois de questionado sobre as considerações feitas por Cavaco Silva no prefácio do "Roteiros IX", publicação que reúne as suas principais intervenções no último ano.

 "Eu concordo que, já antes do magistério do professor Cavaco Silva, mas agora talvez (isso seja)  mais reforçado, o conhecimento e a experiência em matéria de política externa é importante, certamente. Não é propriamente uma novidade, mas ele fez bem em sublinhar esse aspeto", declarou Rui Machete aos jornalistas.

 Sem sugerir qualquer nome para a próxima corrida a Belém, o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros disse que "há várias pessoas com experiência de política externa", mas acrescentou que "não quer dizer que toda a gente que tem experiência de política externa possa ser candidato ou pretenda ser candidato".

 Interrogado sobre o seu caso pessoal, respondeu: "No meu caso, não tenho razão para ser incluído no círculo dos candidatos, nunca manifestei essa intenção". Rui Machete insistiu que "não tem sentido" colocar essa possibilidade: "Nunca pensei nisso, nem penso".

 No prefácio do "Roteiros IX", que dedica ao tema da diplomacia presidencial, Cavaco Silva sustenta que se assistiu no início do século XXI "a um reforço do papel do Presidente no domínio da política externa de tal forma que esta é hoje uma das suas principais funções".

 Cavaco Silva, que está a um ano de terminar o seu segundo mandato presidencial, defende que, "nos tempos que correm, os interesses de Portugal no plano externo só podem ser eficazmente defendidos por um Presidente da República que tenha alguma experiência no domínio da política externa e uma formação, capacidade e disponibilidade para analisar e acompanhar os 'dossiers' relevantes para o país".


Lusa

  • Pescador desaparecido no rio Minho, em Alvaredo, Melgaço

    País

    O pescador desapareceu na noite deste sábado no rio Minho, em Alvaredo, no concelho de Melgaço, distrito de Viana do Castelo. Segundo a Autoridade Nacional de Proteção Civil estão envolvidos nas buscas 15 operacionais e quatro viaturas.

  • Portugal vai testar capacidade de resposta a ciberataque
    0:22

    País

    O exercício está marcado para os dias 09 e 10 de maio e é o primeiro a nível nacional a testar um ciberataque em Portugal. O teste é organizado pelo Centro Nacional de Cibersegurança (CNCS) para apurar "o "grau de preparação" das várias entidades públicas e privadas, mas já conclusões a ter em conta. Segundo o coordenador do CNCS, Pedro Veiga confirma-se tendência para os ataques serem cada vez mais sofisticados e é preciso alertar a população para o que publicam na internet e se pode colocar em risco a privacidade e a segurança.

  • Mont-Saint-Michel evacuado "por precaução"

    Mundo

    O monumento do Monte Saint-Michel, no oeste de França, foi evacuado hoje de manhã "por precaução", tendo sido retirados os turistas e habitantes devido à presença de um suspeito que ameaçou as forças da ordem, anunciou a polícia francesa.

  • As suspeitas que recaem sobre Ricardo Salgado e Manuel Pinho
    2:00