sicnot

Perfil

País

PJ detém polícia por suspeita de roubo na Amadora

Um agente da Polícia de Segurança Pública foi hoje detido pela Polícia Judiciária por suspeita de envolvimento em dois roubos, alegadamente cometidos no concelho da Amadora, disseram à agência Lusa fontes policiais.

Segundo uma das fontes, o polícia, de cerca de 30 anos, "é suspeito de ter ficado com os pertences de duas pessoas, abordadas no âmbito da sua atuação como agente policial", as quais apresentaram queixa do detido, que já estava "referenciado negativamente" pela PSP.

A mesma fonte acrescentou que os alegados roubos "ocorreram há mais de um ano e que foi a própria PSP que encaminhou o processo para o Ministério Público, [tendo este] remetido a investigação para a PJ".

Outra fonte policial acrescentou estarem em curso "processos disciplinares" internos contra o polícia detido, que estava colocado na Esquadra da Mina, concelho da Amadora.

O agente detido pernoitará hoje nas instalações do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, em Moscavide, e vai ser presente a primeiro interrogatório judicial na manhã de quarta-feira, no Tribunal de Sintra.



Lusa
  • "Sempre nos disseram que bastava o Aves ganhar para estar na Liga Europa"
    0:34

    Desporto

    O Presidente da SAD do Desportivo das Aves garante que não houve esquecimento ou atraso na inscrição do clube na Liga Europa. Luiz Andrade afirma que sempre lhe disseram que bastava vencer a Taça de Portugal para marcar presença na competição e que ainda não sabe se o clube pode ou não jogar a fase de grupos da competição europeia.

  • "Fui violada por Harvey Weinstein aqui em Cannes"
    1:02

    Cultura

    A cerimónia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes ficou ainda marcada pelo discurso de Asia Argento. A atriz italiana que acusou Harvey Weinstein de a ter violado justamente numa das edições do festival de Cannes, e que há mais abusadores à solta.

  • As primeiras imagens das quatro crias da lince Malva
    0:20
  • Exército sírio declara Damasco "totalmente segura"

    Mundo

    O exército sírio proclamou esta segunda-feira a capital Damasco e também os arredores, como locais "totalmente seguros". O anúncio foi feito em clima de festa, depois de os militares terem reconquistado os bairros do sul da cidade, até agora nas mãos do Daesh.