sicnot

Perfil

País

Passos Coelho hoje em Argel com energia na agenda

A quarta cimeira luso-argelina realiza-se hoje, em Argel, com a diversificação dos setores de cooperação na agenda, nomeadamente na área da segurança energética e das energias renováveis, num contexto de intensificação das relações económicas.

Reuters

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, lidera a delegação portuguesa, em que participam o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete, o ministro da Economia, António Pires de Lima, e o ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia, Jorge Moreira da Silva.

A cimeira decorre num "contexto de intensificação do relacionamento bilateral entre os dois países, em particular na área económica", estando a Argélia entre os cinco principais países de destino de exportações portuguesas fora do espaço europeu e o segundo do mercado africano, a seguir a Angola, disse à Lusa fonte diplomática.

As obras públicas e a construção civil são as áreas a que se dedicam o maior número de empresas portuguesas a atuar na Argélia e há "interesse em diversificar setores de cooperação, o que inclui a área da energia, tanto ao nível de segurança energética como de energia renováveis, na qual Portugal tem 'know-how'", referiu a mesma fonte.

Serão assinados nove acordos ou protocolos entre os dois países, em áreas como a energia, os transportes, a cultura, cooperação de instituições diplomáticas, cooperação na área dos arquivos, bem como entre a agência Lusa e a sua congénere argelina, de acordo com a mesma fonte.

O programa prevê um encontro do primeiro-ministro português com o seu homólogo argelino, Abdelmalek Sellal, às 12:20 (11:20 em Lisboa), no Palácio do Governo, em que decorrerá uma "reunião plenária com a participação dos membros dos executivos de ambos os países, ocasião em que serão assinados documentos.

Em seguida, haverá uma conferência de imprensa conjunta, que decorrerá antes do almoço oficial que o primeiro-ministro da República Democrática e Popular da Argélia oferecerá a Pedro Passos Coelho, previsto para as 14:00.

O programa inclui ainda um encontro do primeiro-ministro português com o Presidente da República argelino, Abdelaziz Bouteflika, na residência da Presidência da República, às 16:00.


  • Jovem que morreu numa estância de esqui em Espanha sofreu um aneurisma
    1:26
  • Cunhado do Rei de Espanha em liberdade sem caução

    Mundo

    Inaki Urdangarin vai mesmo aguardar o desenrolar do recurso em liberdade na Suíça, onde o marido da Infanta Cristina tem residência oficial e onde terá de se apresentar às autoridades uma vez por mês, para além de estar obrigado a comunicar qualquer deslocação fora da Europa. De fora fica ainda o pagamento da caução de 200 mil euros pedida pelo Ministério Público espanhol.

  • Três letras de Zeca Afonso

    Cultura

    No dia em que se assinalam 30 anos da morte de Zeca Afonso, Raquel Marinho, jornalista da SIC e divulgadora de poesia portuguesa contemporânea, escolhe três letras do cantor e autor para dizer, em forma de homenagem.

    Raquel Marinho

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • "Isto é uma mentira e tem carimbo de Estado"
    2:12

    Opinião

    O preço das botijas de gás em Portugal duplicou nos últimos 15 anos. José Gomes Ferreira esteve no Jornal da Noite, da SIC, onde explicou este aumento, lembrando que a classe política prometeu que se houvesse mais empresas a operar no mercado, os preços desciam. Contudo, José Gomes Ferreira diz que "isto é uma mentira e tem carimbo de Estado". O Diretor-Adjunto de Informação SIC explicou que como o mercado é livre, os operadores vendem aos preços mais altos que podem, deste modo os preços não variam muito entre uns e outros.

    José Gomes Ferreira