sicnot

Perfil

País

Ferro Rodrigues diz que Passos fez mal em não pedir desculpa aos portugueses

O líder parlamentar do PS considerou hoje que o primeiro-ministro fez bem em iniciar a sua intervenção com a questão da sua carreira contributiva perante a Segurança Social, mas fez mal ao "não pedir desculpa" aos portugueses.

LUSA

Ferro Rodrigues falava no debate quinzenal, na Assembleia da República, depois da intervenção de abertura a cargo do primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho.

"O senhor primeiro-ministro fez bem em abordar logo o assunto do seu passado contributivo perante a Segurança Social, mas fez mal em não ter aproveitado a ocasião para pedir desculpa a Portugal, aos portugueses e aos seus eleitores", declarou o presidente da bancada socialista.

Perante Passos Coelho, Ferro Rodrigues defendeu que a questão da carreira contributiva de Pedro Passos Coelho perante a Segurança Social "é política e não pessoal".

Esta posição do líder da bancada socialista motivou protestos de deputados do PSD, com o presidente do Grupo Parlamentar do PS a reagir: "Há gente aí dos Super Dragões?", questionou, numa alusão à claque do Futebol Clube do Porto.

Ferro Rodrigues apresentou depois "cinco motivos" para sustentar que a controvérsia em torno do não pagamento por Pedro Passos Coelho, entre 1999 e 2004, das suas contribuições à Segurança Social se trata de uma questão política.

"Em 2012, quando já era primeiro-ministro, tomou conhecimento que tinha dívidas à Segurança Social - não sei se de todas as dívidas, porque há informações pedidas que ainda não foram dadas -, mas não procedeu imediatamente ao pagamento. Foi preciso 2015 e mais uma pressão de um jornalista para regularizar a situação. Por isso, esta questão é política, porque o atinge enquanto primeiro-ministro e não quando era somente trabalhador independente", disse o líder parlamentar do PS.

Ferro Rodrigues considerou também que Passos Coelho deu respostas contraditórias nas últimas semanas, o que "agravou o problema político".

"Mas o seu terceiro problema político são os seus amigos e apoiantes. Com amigos desses, diria que não é preciso ter adversários", apontou o líder parlamentar do PS, numa alusão à explicação - ou melhor, segundo Ferro, "ao barril negativo" - do ministro da Segurança Social, Pedro Mota Soares, sobre a situação contributiva de Passos Coelho, procurando então culpar os serviços que tutela da Segurança Social.

Ainda de acordo com Ferro Rodrigues, o Presidente da República, "ao dizer que já cheirava a campanha eleitoral, também atuou mal e só desajudou o primeiro-ministro - logo ele, Cavaco Silva, que foi a pessoa após o 25 de Abril com mais campanhas eleitorais".

"Mas ainda há na situação do primeiro-ministro a questão levantada pelo seu anterior moralismo, pois já não estamos agora perante o Passos Coelho do rigor, do abandono da zona de conforto, do custe o que custar, ou da cobrança coerciva de impostos. O que diz o primeiro-ministro hoje ao Pedro Passos Coelho de há dois anos?", questionou o ex-secretário-geral do PS.


Lusa
  • Ferro Rodrigues acusa Passos de não respeitar presunção da inocência
    0:41

    País

    O líder parlamentar do PS diz que a carta de Sócrates é uma reação indignada à violação de um direito constitucional por parte de Passos Coelho e que a presunção de inocência não está a ser respeitada. Ferro Rodrigues considera também que António Costa fez bem quando ontem não respondeu às perguntas da SIC sobre a dívida do primeiro-ministro à Segurança Social.

  • Quem deve ser o próximo treinador do FC Porto?

    Desporto

    Nuno Espírito Santo já não é treinador do FC Porto. O técnico e o clube chegaram a acordo mútuo para a rescisão do contrato, que o ligava por mais uma temporada aos dragões. Nuno Pinto da Costa tem agora que encontrar um novo treinador para orientar dos "dragões". Os nomes em cima da mesa são vários. Diga-nos quem deve ser o novo treinador do FC Porto.

  • Os treinadores do FC Porto desde o último título 

    Desporto

    Nunca o FC Porto esteve quatro anos consecutivos sem ganhar um título durante a presidência de Nuno Pinto da Costa. A ausência de vitórias teve início na época de 2013/14, quando começou uma autêntica dança de treinadores.

  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.

  • "Michel Temer nunca teve vergonha, não tem cara de pessoa de bem"
    3:04

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite  da SIC, o escândalo com o Presidente do Brasil, Michael Temer. O comentador diz que já era previsível que Temer fosse apanhado com "o pé na poça" e afirma que o Presidente brasileiro nunca teve qualquer tipo de vergonha. Miguel Sousa Tavares fez ainda referência ao facto de Dilma Rousseff ser, entre todos os políticos brasileiros, a única que não tem processos contra ela.

    Miguel Sousa Tavares

  • Divulgado vídeo dos bambardeamentos contra o Daesh no Iraque
    0:42
  • Leão-marinho arrasta criança de doca em Vancouver
    0:51

    Mundo

    O momento em que um leão-marinho arrasta uma menina para a água foi gravado e publicado na internet. Sem nada que fizesse prever, o animal puxou a criança que estava sentada numa doca em Vancouver, no Canadá. A criança foi resgatada de imediato por um familiar e apesar do susto não sofreu ferimentos. O momento de aflição foi testemunhado por vários turistas.